Petroleiros da CSP-Conlutas apoiam greve da UTGA no litoral paulista

Os petroleiros da CSP-Conlutas declaram seu total apoio à luta dos petroleiros das Unidades UTGCA, plataformas de Mexilhão e de Merluza, no Litoral Paulista.

Trata-se de uma mobilização exemplar, pois nela, trabalhadores na Petrobrás e de empresas contratadas e terceirizadas, se mobilizam por melhores condições de segurança e de trabalho, e pela garantia de direitos que são aplicados em outras bases da Petrobras, mas nestas unidades não.

Neste momento a Unidade de Tratamento de Gás de Caraguatatuba-SP (UTGCA) está 100% em greve, petroleiros e terceirizados desde o dia 16 de março estão parados. As plataformas de Mexilhão e Merluza também iniciaram movimento de não emissão de PT.

Os terceirizados, entre outras reivindicações, lutam junto com petroleiros da Petrobrás para combater os abusos que sofrem. Esses funcionários são submetidos ao trabalho em campo sob chuvas com raios e são punidos quando cobram abertura de CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) e, além disso, não recebem os 30% de periculosidade.

É inadmissível que a Petrobras aceite estas condições para os trabalhadores e permita todos estes problemas.

Os petroleiros da CSP-Conlutas chamam a categoria para iniciar movimentos em todas as bases da Petrobrás em solidariedade à luta dos petroleiros do Litoral Paulista.

Cobram e exigem da Petrobrás que a pauta de reivindicações seja atendida.

Com informações de Petroleiros da CSP-Conlutas