PA: Reunião discute cessão de terreno para construção de creche

Para o vereador Cleber Rabelo, este é um possível acordo, ainda que inicial
cleberrabelovereador.blogspot.com.br

Em reunião realizada na tarde de terça-feira (19) foi dado um importante passo para o atendimento de uma das mais antigas reivindicações de estudantes e servidores da Universidade Federal do Pará: a cessão de um espaço na Universidade para a construção de uma creche que atenda trabalhadores e estudantes, além de comunidades vizinhas. A reunião, solicitada pelo vereador Cleber Rabelo (PSTU), contou com a participação do reitor da UFPA, Carlos Maneschy, representantes da Secretaria Municipal de Educação de Belém (SEMEC), do Movimento Mulheres em Luta e do Diretório Central dos Estudantes (DCE UFPA).

O pedido de reunião foi protocolado devido ao alto déficit de creches que existe no município de Belém. Segundo o vereador, esse é um dos temas mais latentes da vida da classe trabalhadora, que muitas vezes fica impossibilitada de trabalhar por não ter onde deixar seus filhos. “Para se ter uma ideia, das quase 60.000 crianças com até três anos, menos de 7% são atendidas pelas creches. E na UFPA isso não é diferente”.

Ellana Silva, da Assembleia Nacional dos Estudantes Livre (ANEL) e diretora do DCE UFPA, concorda com a centralidade do tema. Ela afirma que essa é uma reivindicação histórica das mulheres estudantes que, muitas vezes, se veem obrigadas a largar ou atrasar muito os cursos por não terem condições de estudar e que, inclusive, foi pauta na última greve da educação realizada por estudantes, técnicos e professores das universidades. “Essa discussão se faz ainda mais necessária quando sabemos que as mulheres, desde 2009, são maioria nas universidades, correspondendo, segundo o MEC, a 55% dos estudantes. Além disso, muitas universidades conseguiram avançar neste tema durante a última greve, a exemplo da UFRJ, UFPR e na UFF, de Niterói”.

A estudante ainda afirma que as creches tem um papel importante na formação de profissionais ligados a diversas áreas como serviço social e pedagogia, por exemplo. “Os estudantes da própria universidade terão oportunidade de realizar projetos de pesquisa e extensão, além de realizarem estágios, contribuindo para uma melhor dinâmica das creches”.

Carlos Maneschy não discordou da estudante e do vereador e afirmou que a administração da UFPA não está em posição contrária às defendidas por eles, mas que, do ponto de vista concreto, “a universidade não possui orçamento próprio suficiente para custear construção e manutenção de uma creche universitária no momento”. Por outro lado, garantiu que, se uma possível parceria entre a Prefeitura Municipal de Belém ocorresse, a Universidade cederia um espaço, provavelmente, na Escola de Aplicação, para que uma creche fosse construída com recursos e pessoal dos governos Municipal e Federal:“Não estou dizendo que isso será feito amanhã ou que não teremos que fazer negociações, mas quanto mais rápido entrarmos em contato com a prefeitura, mais rápido saberemos a resposta. De antemão, posso dizer que, por nós, o acordo já está fechado”.

Encaminhamentos
Ao término da reunião, ficou encaminhado que o reitor entraria em contato com o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB), com a proposta de cessão de espaço da universidade e a tentativa de fechamento de acordo para construção da creche. Os estudantes também continuarão em processo de mobilização com passagens em turmas para construção de um questionário que terá como objetivo quantificar as estudantes que possuem filhos e que necessitam de creche.

Para Cleber, este possível acordo, ainda que inicial, é um avanço do movimento estudantil que precisa evidenciar e potencializar essa luta. “Nosso mandato continuará lutando junto com os estudantes para pressionar o Ministério da Educação (MEC) a repassar um orçamento com uma rubrica específica para a construção de uma creche universitária”, afirmou o vereador.