Os Comitês de apoiadores

Outra forma muito importante de ajudar na campanha é montando comitês de apoio. Os comitês, para nós, diferente dos partidos burgueses, são um espaço de debate, onde se discute política, programa e se organizam as atividades de campanha.

Na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), PSTU, PSOL e ativistas da universidade estão impulsionando um comitê de apoio a Heloísa Helena. O comitê já vai para sua terceira reunião, reunindo cerca de 60 pessoas que debatem a campanha e organizam atividades. Semana que vem o comitê realizará sua primeira panfletagem. Já passaram pelo comitê cerca de 150 pessoas interessadas em ajudar na campanha.

Também estão sendo convocadas reuniões para criar comitês em várias universidades do país. Na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), está marcado o lançamento do comitê de Heloísa Helena para o dia 22 com um debate com Milton Temer, candidato ao governo do estado, e Dayse de Oliveira, candidata do PSTU a senadora pela Frente.

Em Salvador, na Universidade Federal da Bahia (UFBA), está sendo convocada uma reunião para montar um comitê no dia 31 de agosto. Já na Universidade Católica de Salvador (UCSal), a reunião será no dia 29. No CEFET da Bahia também estão sendo realizadas iniciativas para a criação de um comitê nesta semana.
As universidades do ABC paulista também estão entrando na campanha esta semana. A militância da Fundação Santo André e da Metodista farão suas primeiras reuniões de comitê.

Como Montar um Comitê

Os comitês podem ser montados pelos locais de trabalho, de moradia, por categoria, por cidade, ou por setores que lutam por temas específicos, como é o caso de mulheres, negros e negras, e GLBT, ou mesmo por cidade. Cada militante e apoiador da campanha deve avaliar qual é a melhor forma de organização para cada realidade.
Por exemplo, no caso de montar um comitê na universidade:

1 – Marcar data e local para uma primeira reunião;

2 – Fazer materiais e ver formas de divulgação: panfletinho, passagem em sala, fazer cartazes e colar nos murais da universidade; fazer uma lista de pessoas que já conhecemos e convidar para vir à reunião;

3 – Para a primeira reunião podemos organizar um debate ou uma palestra;

4 – Como material de discussão indicamos a utilização do Manifesto da Frente de Esquerda, que pode ser conseguido com qualquer militante do PSTU ou no portal do partido;

5 – O PSTU também oferece seu jornal, que vem divulgando e discutindo a campanha de Heloísa Helena para debate nos comitês;

6 – Uma vez instalada a reunião, além das discussões, o grupo deve marcar atividades de campanha, como panfletagens, debates, palestras, visitas aos bairros, etc;

7 – É muito importante cadastrar todos os participantes para não perder o contato, e marcar uma próxima reunião;

8 – Cada participante deve procurar trazer novas pessoas para as próximas reuniões e atividades, buscando fortalecer o comitê e a campanha.

Mãos à obra! Mandem os informes de seus comitês para publicação em nosso jornal e no portal do partido.

Post author
Publication Date