Oposição derrota Articulação no Rio Grande do Norte

Há vinte anos dirigindo o Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Norte, a Articulação Sindical sofreu uma derrota histórica na última eleição. No dia 16 de março, a Chapa 2 – Oposição Alternativa – ganhou a eleição com 54,99% dos 2.053 votos. Durante a campanha, a chapa eleita apresentou um programa no qual defendeu um sindicato democrático, independente e de luta, denunciou os acordos com o FMI, o superávit primário, a participação do governo Lula nas negociações da Alca e convocou os trabalhadores para a luta contra as reformas Sindical e Trabalhista.

A luta da oposição durante a última campanha salarial foi um dos fatores para essa vitória eleitoral. Ao repudiar a orientação da “direção governista” de aceitar a proposta rebaixada de reajuste e ao construir a greve, a categoria bancária deu um grande passo para virar o jogo das negociações. A Articulação – corrente majoritária do movimento, por sua vez, aliou-se ao governo na tentativa de derrotar os trabalhadores dos bancos federais. Essa atitude fez os bancários do estado refletirem sobre a necessidade organizar a luta para garantir direitos e conquistas.
O crescente apoio da base aos manifestos da oposição contribuiu para fortalecer a chapa, conseguindo reunir todos os segmentos da categoria. A vitória da Oposição Bancária no Rio Grande do Norte é mais um passo na luta por sindicatos independentes, livres das amarras dos governos e que poderão fazer valer os direitos dos trabalhadores.

Post author Rogério Marques, de Natal (RN)
Publication Date