“O PT como instrumento de mobilização, infelizmente morreu“

Ricardo Pereira, o Ricardinho, dirigente do DCE da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), em depoimento ao OS, explica os motivos que o levaram a romper com a Democracia Socialista (DS) e o Partido dos Trabalhadores.
“O Governo Lula nesses três meses colocou em pauta medidas que aprofundam a política de FHC, acordos com FMI, arrocho salarial e reformas, como a da Previdência, que atacam direitos dos trabalhadores. Infelizmente a esquerda, em especial a DS, vem capitulando a essa política. Os exemplos são contundentes: na votação da PEC-53, na indicação de Sarney para a presidência do Senado e na tentativa de fazer composições com o PCdoB e a Articulação na UNE e na CUT para transformar essas entidades em correia de transmissão do governo(…).
O PT, como instrumento de mobilização por projeto anti-capitalista e anti-imperialista, infelizmente morreu. Por isso, depois de 14 anos de militância, me desligo da DS e do PT, e entro no PSTU para construir uma alternativa revolucionária que una os setores de esquerda do país.”
Post author
Publication Date