Notas

`Se eu deixar que me chamem de bêbado sem fazer nada, daqui a pouco alguém vai dizer que eu sou gay e vocês não vão me deixar fazer nada“.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, presidente,
(17/05/2004, revista Época)

Com a frase acima, Lula provocou a revolta da comunidade GLBT. Imediatamente após a publicação da revista, ativistas produziram uma moção, exigindo a retratação do presidente. O texto, assinado pela Associação Lésbica de Minas, pela Associação de Transgêneros de Minas e pelo Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual, recorda os retrocessos do governo do PT, como a retirada da resolução da ONU sobre a homofobia e a frase do ministro Márcio Thomas Bastos, tentando defender a prefeita Marta Suplicy.

Para o movimento, mais do que infeliz e ignorante, a frase de Lula é “a divulgação de uma ideologia que deixa margem para a violência contra os homossexuais“.

  • Vivo

    Mais um investigado no sombrio assassinato do prefeito Celso Daniel. A bola da vez é o deputado estadual do PT Donisete Braga (foto). No dia 19 de janeiro de 2002, na noite em que o então prefeito de Santo André foi morto, cerca de 20 telefonemas do celular do deputado foram captados por uma antena na região de Embu, mesma região em que o corpo de Daniel foi encontrado. O líder do governo na Câmara, Professor Luizinho, saiu em defesa de Donisete, dizendo que, nesta noite, ambos estavam no Palácio dos Bandeirantes, em um reunião com o governador. Depois que soube que sete das 20 ligações foram para o seu telefone, Luizinho saiu-se com esta: “O Palácio é muito grande“.

  • IHHHFHC

    Fernando Henrique, o mesmo que disse para esquecerem o que tinha escrito, agora mudou de idéia. Inaugurou o instituto IFHC, no dia 22, em São Paulo, para guardar textos sobre sua trajetória. Para isso, FHC, que aplicou os planos do FMI durante oito anos, recebeu de empresários e banqueiros, doações que somam R$ 15 milhões. O palanque reuniu do ex-presidente dos EUA Bill Clinton à prefeita Marta e o senador Eduardo Suplicy.

  • Cara de pau

    O Ministério da Justiça recebeu mais um pedido de indenização referente ao período militar. Cabo Anselmo, o informante dos órgãos da repressão que entregou militantes de várias organizações e até sua companheira Soledad Viedma, grávida de quatro meses, alega que foi perseguido pela ditadura. Em 1971, ele foi preso e passou a colaborar com a equipe do delegado Fleury. O pedido de indenização do traidor, hoje com 64 anos, foi feito em abril.

  • OO7

    Lula teve de desistir do nome do delegado Mauro Marcelo Lima e Silva para dirigir a ABIN. A revista Carta Capital revelou que a identificação do delegado tinha o símbolo do FBI.

  • Pet shop show

    No site da Casa Branca, pode-se conhecer os animais de Bush. Não são os soldados torturadores. Os astros são a gata Willie e o cachorro Barney. O terrier tem fotos diárias.

  • TOME NOTA

    INTERNET – A juventude do PSTU do Rio Grande do Sul inaugurou seu site. Em www.pstu.org.br/juventuders pode-se encontrar fotos e notícias do movimento estudantil, como a luta contra a repressão no DCE da PUC.

    SEMINÁRIO – O Instituto José Luís e Rosa Sundermann promove, no dia 6 de junho, o seminário “A construção de um programa socialista para as eleições municipais“. A abertura do seminário será às 9h, na FAFIL, em Santo André (SP), seguida de debate com Valério Arcary, da Direção do PSTU.
    Post author
    Publication Date