Notas

• Copa negra

Vinte anos após a empolgante campanha de Camarões em 1990, a África finalmente sediará um Mundial de Futebol. A África do Sul, cuja população é 76% negra, venceu a disputa para a Copa de 2010. Em 1966, a minoria branca chegou a propor um revezamento no mundial, alternando uma seleção formada só por atletas brancos com uma só de atletas negros. O regime do apartheid foi substituído pelo apartheid social. A euforia com a Copa não conseguirá esconder a realidade dos negros sul-africanos, como a miséria, o desemprego e a AIDS.

• Rega bofe

José Dirceu foi homenageado em um jantar na mansão de João Sayad, ex-secretário da Prefeitura de São Paulo, no dia 15. Nada a ver com o encontro de solidariedade feito por intelectuais. Dessa vez, quem prestigiou o ministro foram empresários e banqueiros. Lázaro Brandão, feliz da vida com o lucro do Bradesco no trimestre e João Roberto Marinho, aliviado com a ajuda à mídia. Horacio Piva, da Fiesp, Luiz Antonio Maciel, da Ford, e os presidentes da Telefonica e da Portugal Telecom também
compareceram.

• Tá na cara

A concessionária de carros Via Costeira, de Natal (RN) publicou um anúncio desprezível no jornal Tribuna do Norte, incentivando ou, no mínimo, aceitando como normal a violência contra as mulheres. Ao lado da foto de uma mulher espancada, estava escrito: “Mecânica, funilaria e pintura Via Costeira. Tá na cara que precisa“. Publicado no dia 29 de abril, o anúncio gerou revolta e, imediatamente, uma representação contra a agência de publicidade, a concessionária e a Volkswagen foi enviada ao Ministério Público.

• O Haiti é aqui

O Brasil chefiará uma missão no Haiti, de olho em uma vaga no Conselho de Segurança da ONU. Vai gastar até R$ 90 milhões e usar a boa imagem do povo brasileiro, como o futebol. Na copa, os haitianos fizeram dois feriados para assistir o Brasil. Além de tomar parte dos planos do imperialimo, o Exército revelou que a missão, com 1.200 soldados, servirá como treinamento para uma ação de combate ao crime no Rio. Com o aval de Lula.

• Maquiagem

Lula está preocupado com as eleições municipais. Na ânsia de mostrar resultados que favoreçam o desempenho do PT, o presidente entregou cinco ambulâncias em Ribeirão Preto (SP). Só que todas já tinham cinco anos de uso e a única coisa que o governo fez foi pintar e colocar adesivos.

Em seminário nacional com os candidatos petistas, Duda Mendonça seguiu o tom. Disse que os candidatos não têm que falar de política nacional e FMI, mas de obras e pontes.

• Apoio

De Roberto Robaina, do MES e da Esquerda Socialista e Democrática, durante o Encontro Sindical do Rio Grande Sul: “Entre Marta e Serra, eu voto Marta”. Ele e o PMDB.

• Censura

A Embraer, em São José dos Campos, está fazendo de tudo para manter o sindicato longe. Metalúrgicos denunciam o bloqueio do site do sindicato nos computadores da empresa.

TOME NOTA

DEBATE – Sindicatos e a comunidade palestina de Araraquara (SP) realizaram um debate no dia 14. A hipocrisia das propostas de paz de Bush, Sharon e ONU foi denunciada. No dia seguinte, foi organizado um protesto para denunciar o aniversário da fundação do Estado racista de Israel.

ALCA – No dia 18, o embaixador Luiz Felipe Macedo, negociador brasileiro na Alca, estará em audiência pública na Comissão especial da Câmara dos Deputados.

Post author
Publication Date