No Rio, protesto foi em frente ao consulado dos EUA

Esquete teatral, com `Lula` e `Bush`
Eduardo Henrique

Na sexta feira, dia 4, cerca de 500 manifestantes se concentraram na praça da Cinelândia, no Centro do Rio de Janeiro, para protestar contra a visita de Bush ao Brasil. A manifestação foi marcada pela irreverência, com uma esquete teatral que denunciou de forma bem humorada o papel do imperialismo na América Latina, usando atores para representar Bush e Lula.

De lá, os manifestantes seguiram em passeata até o consulado dos Estados Unidos, a alguns quarteirões de distância, onde fizeram um ato político. Em frente à embaixada, ao tentar jogar tinta vermelha no prédio, os manifestantes foram duramente reprimidos pela polícia, que partiu para o enfrentamento.

A passeata contou com a presença de partidos políticos como o PSTU, P-SOL e PCO, além da participação de uma série de sindicatos, entidades estudantis e movimentos como o MST, a Conlutas e a Conlute. Um importante destaque foi para os servidores, professores e estudantes da Universidade Federal Fluminense (UFF), que estão mantendo uma forte greve e que participaram em peso da manifestação.