No Maranhão, Sarney é levado para a fogueira!

No dia 14 de agosto, em São Luís (MA), diversas categorias de trabalhadores participaram do Dia Nacional de Lutas organizado pela Conlutas, CUT, CTB e MST. A data foi marcada por uma manifestação que percorreu todo o centro da cidade.

Centenas de pessoas se concentraram na Praça Pedro II, em frente ao Tribunal de Justiça, em solidariedade aos trabalhadores do Judiciário Estadual, em greve há dez dias. A passeata seguiu até a Praça João Lisboa, sede da Superintendência da Caixa Econômica Federal, onde os bancários marcaram o lançamento da campanha salarial 2009.

Os manifestantes percorreram também a principal rua do comércio de São Luís e se encaminharam para a Praça Deodoro, principal ponto de manifestação da cidade, para finalizar o ato.

Além das bandeiras de defesa do emprego, salário e reforma agrária, os maranhenses, mais do que todos os brasileiros tinham motivos de sobra para protestar e gritar bem alto “Fora Sarney do Senado e do Maranhão”. A família do senador governa o Estado por mais de 40 anos, sendo que desta vez ganhou o mandato no “tapetão” após um longo processo na Justiça.

Tanto a CUT quanto a CTB tem o rabo preso com Sarney, pois além de Sarney ser aliado de Lula no Planalto, participam e/ou são aliados históricos do sarneysmo no Estado.

A grande sensação do ato foi o boneco de Sarney vestido de presidiário levado pelos militantes da Conlutas e queimado ao fim da manifestação sob os gritos de “Fora Sarney! Abaixo o Senado! Por uma Câmara Única!”.

ASSISTA AO VÍDEO: