Não ao veto de Lula!

O governo Lula vem anunciando através de ministros e lideranças parlamentares que vai vetar o fim do fator previdenciário e o reajuste ao aposentados. “É o seguinte, já está definido, nós vamos vetar o fator previdenciário e recomendamos, sugerimos ao presidente que vetasse também o reajuste de 7,7%”, disse o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

A medida que trata do reajuste dos aposentados em 7,72% e do fim do fator previdenciário foi aprovada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado. O governo nunca pretendeu atender a reivindicação dos trabalhadores. Se não houvesse a mobilização, o governo teria reajustado em apenas 3,5% (índice da inflação) os benefícios. A luta, porém, obrigou os parlamentares a aprovarem a atual medida.
O prazo para Lula vetar ou sancionar a medida se esgota no dia 15.

A manutenção do fator previdenciário será, sem nenhuma dúvida, uma das maiores traições do governo aos trabalhadores, pois o fator, criado no governo FHC, obrigar o trabalhador a se aposentar cada vez mais tarde.

Por outro lado, a manutenção do fator previdenciário vai mostrar, mais uma vez, para quem Lula governa. Preocupado com as consequências da crise econômica mundial, o governo quer diminuir gastos com as aposentadorias para destinar mais dinheiro para salvar empresários e banqueiros da crise.

A Conlutas recolheu assinaturas contra o veto de Lula aos aposentados e exige que Lula sancione imediatamente o reajuste de 7,72% as aposentadorias e o fim do fator previdenciário.

Estamos nessa luta junto com os companheiros da Cobap (Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas). Nada mais justo dos que os aposentados brasileiros, que vem sofrendo uma tremenda desvalorização de suas aposentadorias, desde a desvinculação delas com o salário mínimo, tenham um reajuste de 7,72%. Nada mais justo do acabar com fator previdenciário que só prejudica a classe trabalhadora.
Post author Luiz Carlos Prates, o Mancha, pré-candidato ao governador de São Paulo
Publication Date