Movimento Fora Arruda faz vigília contra eleições indiretas no DF

No próximo sábado, 17 de abril, acontecem as eleições indiretas para governador do Distrito Federal. Os deputados distritais elegerão o governador-tampão que governará até dezembro.

Depois de uma enorme crise política envolvendo o governo do Distrito Federal, inclusive a Câmara Legislativa, desemboca numa solução vinda dos próprios acusados de corrupção. Inclusive, um dos que votará para governador estava preso até esta semana, acusado de participar do suborno de uma das testemunhas do escândalo de corrupção.

O “Movimento Fora Arruda e toda a máfia” protocolou uma anticandidatura de escracho dos bonecos Tony Panetone e Bezerra de Ouro para os cargos de governador e vice-governador do DF, respectivamente. Tony é um panetone de papelão que carrega dinheiro na cueca e nas meias. Bezerra é uma vaca dourada com cifrões espalhados pelo corpo.

O primeiro faz alusão à desculpa que Arruda (ex-governador) deu para justificar o recebimento do dinheiro, dizendo que era para compra de panetones. E a bezerra se refere a um escandalo de corrupção protagonizado por outro ex-governador, Joaquim Roriz, que afirma ter pago cerca de R$ 2 milhões por uma bezerra.

O PSTU está convocando, junto ao “Movimento Fora Arruda e Toda a Máfia”, uma vigília a partir desta sexta-feira, e um ato no sábado, com concentração desde a parte da manhã, para a votação que se iniciará ás 15h. É importante a presença de todos que não concordam com a eleição indireta para governador, pois uma câmara que está envolvida até o pescoço neste escandalo não pode escolher o próximo governante do DF.

Nós do PSTU defendemos, ainda, a antecipação das eleições de outubro para já, para que os trabalhadores e a juventude do DF tenham a oportunidade de votar e, pelo menos, escolher o governador e os deputados distritais que substituirão os atuais corruptos.