Mais uma covarde repressão do PSDB/PT

O PSTU exige o fim imediato de toda repressão e a liberdade aos presos políticos

Uma nova repressão e covarde repressão marcaram a manifestação pacífica contra o aumento das tarifas dos transportes públicos em São Paulo. Muitos manifestantes chegaram a distribuir flores. No entanto, mais uma vez, o governo de Geraldo Alckmin (PSDB) jogou a topa de choque da PM que reprimiu violentamente o protesto. Quase 150 pessoas foram presas, inclusive jornalistas. Dezenas ficaram feridas. Entre eles, sete jornalistas da Folha de São Paulo. O que mostra a violência indiscriminada contra todos que estavam nas ruas. O governo tucano avisou que o protesto seria tratado como “caso de polícia”. Cumpriu a promessa.  A covarde repressão aos protestos, inclusive, gerou grande repercussão internacional.
 
Protestos contra a tarifa tomaram o país, nesta quinta-feira. No Rio de Janeiro a manifestação também foi reprimida pela polícia de Sergio Cabral (PMDB). Pelo menos 17 pessoas foram detidos. Em Porto Alegre (RS), uma grande manifestação foi realizada. Houve repressão e 18  pessoas foram presas.  Lá o movimento conquistou uma vitória parcial. O Tribunal de Contas do Estado emitiu uma medida cautelar determinando que mantenha o valor da tarifa de transporte público urbano em R$ 2,85.
 
Vergonha do PT
A repressão covarde de Alckmin não é algo que surpreende. Afinal, o tucano foi o responsável pelo massacre do Pinheirinho, em São José dos Campos (SP), jogando a mesma tropa de choque contra a população pobre para defender o mega especulador Naji Nahas.
 
O que realmente surpreende é a postura do governo Dilma e da prefeitura de Fernando Haddad (PT). O ministro da Justiça do governo Dilma, José Eduardo Cardoso, chegou a oferecer  “ajuda federal” ao governo do PSDB para reprimir manifestações. “O governo federal está à disposição para aquilo que for necessário”, disse.              
 
Já Haddad disse que não vai baixar a tarifa. Disse que São Paulo “não aceita é a violência. De qualquer parte". A declaração do petista é um verdadeiro absurdo diante da brutalidade da PM. Na prática, Haddad dá sinal verde para a repressão. Por isso, tem responsabilidade das dezenas de pessoas feridas e presas durante os protestos. 
 
A verdade é que PT e PSDB têm suas campanhas financiadas pela máfia das empresas privadas que controla o transporte coletivo. É a serviço dessa máfia que está todo o aparato de repressão tucano/petista.
 
O governador do PSDB e o prefeito do PT mantêm dezenas de presos políticos. Alguns deles estão encarcerados em vários presídios do estado. Eles irão responder por crimes como formação de quadrilha. 
 
 
 
Libertação dos presos políticos! Organizar uma plenária para dar continuidade à luta!
O PSTU exige o fim imediato de toda repressão contra as manifestações. Também exigimos a liberdade imediata de todos os presos políticos! É um absurdo que o PSDB/ PT criminalizem os manifestantes por exercerem o direito de lutar por um transporte público de boa qualidade, com preço socialmente justo. 
 
Apesar da dura repressão, o movimento vai seguir na luta.  Neste sentido, o PSTU também chama a realização de uma Plenária Sindical Popular Estudantil no próximo final de semana para organizar os próximos passos da luta contra o aumento da tarifa em São Paulo. Precisamos organizar todos os setores do movimento sindical, popular e estudantil para derrotar a intransigência do governo do PSDB e da prefeitura do PT.