Ex-militante do PT e um dos fundadores do PSTU e da CSP-Conlutas Ceará, Raimundo Aguiar faleceu na quinta-feira (3), vítima de câncer.

Residente em Fortaleza (CE), o companheiro atuava como servidor público no IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e permaneceu nas lutas em defesa dos trabalhadores até seus últimos dias.

Atualmente, ele era Coordenador do Setibge. Também compôs a primeira Executiva Estadual cearense da CSP-Conlutas. Conhecido pela disposição para a luta e o espírito solidário, a morte de Raimundo representa uma grande perda para todo movimento sindical.

Paulo Barela, que atuou com Raimundo no IBGE, lembra da importância do lutador para o conjunto da classe trabalhadora:

“Aguiar foi um companheiro, um homem e um militante dedicado à organizar os trabalhadores para lutar em defesa de seus direitos e suas conquistas. Era um companheiro que se preocupava com as lutas específicas, mas também a luta geral. Por isso, foi um dos fundadores da CSP-Conlutas como alternativa de ferramenta de luta para nossa classe”.

Aguiar ainda foi maior que isso. Foi um militante revolucionário. Alguém que dedicou grande parte da sua vida a organizar a consciência dos trabalhadores no sentido de romper com o capitalismo e avançar na revolução socialista”, conclui Barela.

A CSP-Conlutas presta solidariedade aos familiares, amigos e sindicalistas que o conheciam. Raimundo Aguiar, presente!