Liberdade aos presos políticos do governo Lula

No dia 6 de maio foi preso em Manaus (AM), Ismael Dias de Oliveira, dirigente do Movimento dos Sem-Terra do Amazonas (MSTA) e da Coordenação das Lutas dos Movimentos Populares (CLMP). Recentemente, ele ficou preso por seis meses com mais cinco companheiros acusados da ocupação de um terreno do governo federal, possivelmente reservado para alguma empresa multinacional.

Agora, Ismael foi acusado de formação de quadrilha e invasão de terreno público apenas por prestar solidariedade às quatro mil famílias que ocupam, há mais de um ano, uma área conhecida como Carbrax. Com ele, foram presos mais duas pessoas, incriminadas somente por o acompanharem naquele momento. O terreno foi cercado pelas tropas da Polícia Militar do Amazonas, com barreiras policiais e helicópteros que sobrevoam a área.

Uma campanha está exigindo a imediata libertação de Ismael e fim das perseguições aos movimentos sociais no Amazonas. Participe, enviando e-mail ou fax:

Secretaria Especial de Diretos Humanos
A/C Pedro Montenegro
Tel.fax: (61) 321-1565
E-mail: [email protected]

  • Pela libertação de Gegê

    O coordenador da Central dos Movimentos Populares (CMP) e integrante da Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS), Luiz Gonzaga da Silva, o Gegê, está preso desde o dia 5 de abril, em São Paulo (SP). A argumentação infundada para sua prisão é mais um ataque ao movimento dos sem-teto. Por isso, participe da campanha pela libertação de Gegê, que na prática, faz parte de uma campanha pela libertação dos presos políticos do governo Lula.

     

    Post author
    Publication Date