Leia a declaração do PSTU sobre os assassinatos na Venezuela

REPUDIAMOS O ASSASSINATO DE RICHARD GALLARDO, LUIS HERNANDEZ Y CARLOS REQUENA, DIRIGENTES OPERÁRIOS VENEZUELANOS!
EXIGIMOS DO GOVERNO DE HUGO CHÁVEZ A IMEDIATA INVESTIGAÇÃO, PRISÃO E PUNIÇÃO AOS CULPADOS DESSE CRIME.

Na noite do dia 27 de novembro foram assassinados os companheiros Richard Gallardo, presidente da Union Nacional de Trabajadores (UNT) no estado de Aragua; Luis Hernandez, dirigente da UNT-Aragua e dos trabalhadores da Pepsi Cola, e Carlos Requena, dirigente do movimento nacional de Delegados de Prevenção/Cipeiros.

Os companheiros haviam participado durante todo o dia de enfrentamentos com a polícia, que tentava desalojar a ocupação realizada pelos trabalhadores da fábrica de lacticínios Alpina. Essa fábrica, diga-se de passagem, de propriedade de capitalistas colombianos, país onde a burguesia já tem a tradição de assassinar dirigentes sindicais.

Os três eram presença constante nas várias lutas dos trabalhadores e da população mais pobre da Venezuela, em defesa da construção de uma sociedade verdadeiramente socialista governada pelos trabalhadores. Não há dúvidas de que este é um crime político e realizado sob encomenda.

O PARTIDO SOCIALISTA DOS TRABALHADORES UNIFICADO se solidariza com nossos camaradas da Union Nacional de los Trabajadores, da Unidad Socialista de Izquierda (USI) e com os familiares da vítimas. Nos somamos ao chamado dos movimentos políticos e sociais da Venezuela de exigência de investigação e punição exemplar dos assassinos e seus mandantes. E, para isso, estamos disposto a nos somarmos a uma campanha internacional por este exigência.

O governo Chávez não pode ficar omisso. Depois de 10 anos de governo Chávez, segue a tradição de violência contra o movimento dos trabalhadores. Somente em Aragua nos últimos tempos, sete companheiros foram assassinados, além da repressão contra os trabalhadores da Sanitários Maracay. Neste ano, vimos a violenta repressão contra os trabalhadores da siderúrgica Sidor, no Estado de Bolívar. No ano passado, uma simples manifestação petroleira foi dissolvida à bala pela polícia, no Estado de Anzoategui.

Até agora não houve nenhuma investigação, prisão ou castigo para esses abusos e crimes. Portanto, nesta situação, os grupos de ultra-direita se sentem fortalecidos para ações como esta, que vitimou os companheiros Richard Gallardo, Luis Hernandez e Carlos Requena.

Por isso, os militantes do PSTU no Brasil reafirmam sua disposição para todas as ações nacionais e internacionais que exijam do governo Chávez a imediata investigação, prisão e punição dos culpados desse crime.

Companheiros Richard Gallardo, Luis Hernandez e Carlos Requena, vocês estarão sempre presentes em nossa luta.

São Paulo, 28 de novembro de 2008.

Direção Nacional do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado
www.pstu.org.br

LEIA TAMBÉM: