“há muita disposição de luta e vontade de construir uma alternativa”

Secretária-Geral do Sindsef-SP, Beth Lima, acompanhou de perto o processo de ruptura em Alagoas. Convidada a participar da assembléia dos servidores de Alagoas, Beth aproveitou a ocasião para apresentar a Conlutas ao conjunto de entidades que se desfiliaram da CUT

Opinião Socialista – Como você avalia o processo que se desenrola em Alagoas?
Beth Lima – É um processo evidente de falência da CUT enquanto ferramenta de luta dos trabalhadores. O fato de várias entidades de diversas categorias romperem em bloco demonstra também que o desgaste da central se dá de forma generalizada. Ao mesmo tempo, é importante observar que esse processo não desemboca num ceticismo, uma vez que vemos em Alagoas muita disposição de luta e vontade de construir uma alternativa.

OS – Como as entidades receberam a apresentação da Conlutas?
Beth – Realizei uma reunião com os representantes das entidades que estavam se desfiliando da CUT e percebi, num primeiro momento, uma certa hesitação. Na verdade, elas tinham receio que uma alternativa pudesse se reduzir a uma reedição da CUT. Mas então eu expliquei o caráter da Conlutas, as propostas para o Conat, de uma nova organização sem uma diretoria permanente, mas controlada por suas entidades de base, e aí eu notei uma receptividade maior. Tanto que, na assembléia do dia 23, todos usavam o adesivo do Conat.

Post author
Publication Date