Governo Chávez prende militante da esquerda basca

Militante da esquerda abertzale foi detido no domingo, 28 de março, no aeroporto de CaracasWalter Wendelin, defensor da causa basca pela autodeterminação de Euskal Herria (Terra Basca) foi detido por agentes do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin) no Aeroporto Internacional de Maiquetía, quando se dispunha a ingressar ao país proveniente do México, de acordo com uma nota divulgada pelo portal de eluniversal.com.

Marinho Alvarado, coordenador do Programa Venezuelano de Educação-Ação em Direitos Humanos (Provea), foi a fonte desta informação. Wendelin, de origem alemã, encontra-se nos calabouços do El Helicoide e as autoridades pretendem expulsá-lo da Venezuela.

Participante do foro antiimperialista
Em uma nota da imprensa do Ministério de Informação e Comunicação (Minci) na qual se resume a instalação do foro internacional “Ameaças imperialistas e resistência popular, para a construção da frente antiimperialista” se anuncia a participação de Walter Wendelin.

“A jornada do dia de hoje contou com a realização de duas Mesas Redondas. A primeira, denominada ‘Táticas imperialistas e os Estados lacaios: estratégia yanqui para controlar os povos’, onde a cargo de Víctor Hugo Morais, presidente do Parlamento Andino; Walter Wendelin, delegado para a América da esquerda independentista basca e Yahya Najm, representante da comunidade árabe na Venezuela e ex diplomata do Egito, estiveram-se expondo as diferentes formas e planos de ingerência e dominação sobre as nações que estão desenvolvendo o império norte-americano para conseguir o controle mundial”, diz a nota de imprensa.

FONTES: www.diariolacosta.com e www.litci.org, em 03/04/2010

LEIA TAMBÉM

  • PSTU responde ao chamado da esquerda basca