Funcionários do Banco Central também entram em greve

Quando fechávamos esta edição, os funcionários do BC haviam acabado de votar greve por tempo indeterminado. Há mais de 852 dias eles estão lutando pela implementação de um plano de cargos e salários (PCCS).

Depois de muita luta e mobilização, arrancaram a promessa do governo de enviar o projeto do PCCS ao Congresso Nacional até o dia 15 de outubro. Mais uma vez o governo mentiu e não cumpriu o que prometeu. Por isso os funcionários do Banco Central em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Salvador entraram em greve.
É fundamental uma luta conjunta de todos os bancários em greve – BB, CEF e BC – para garantir a vitória da greve e a conquista das reivindicações.
Post author André Valuche,
da redação
Publication Date