Fórum de Saúde do Rio de Janeiro faz ato no Dia Mundial da Saúde

Em 7 de abril, comemora-se o Dia Mundial da Saúde. No Rio, o Fórum de Saúde do Rio de Janeiro vai fazer um ato para defender a saúde pública e exigir a instalação da uma CPI da saúde no estado, que já foi criada.

O fórum elaborou um documento para ser entregue na Assembleia Legislativa no dia da manifestação. “A atenção à saúde é direito fundamental de toda a sociedade, e dever do Estado, do Poder Executivo em particular, a prestação de um serviço público de qualidade, gratuito, integral e universal. Tais princípios se contrastam com a condição precária da saúde em nosso estado, uma situação em muitos aspectos de abandono, que compromete a um só tempo a dignidade de profissionais e pacientes, o direito à saúde e à vida da população usuária. São inúmeras e reiteradas as denúncias de irregularidades”, diz o texto.

O documento já foi assinado por mais de 20 entidades sindicais e partidos políticos, entre eles o PSTU. As entidades que ainda não assinaram poderão fazê-lo na terça, 5, quando acontece a última plenária de preparação do ato, no SinMed, às 18h. O material de divulgação – cartaz e panfleto – também está disponível no SinMed, que fica na Avenica Churchill, 97, centro do Rio.

“Precisamos construir um grande ato para impedir a privatização da saúde! Contamos com a presença de todos nesta última reunião!”, diz a convocação. Nos dias 4, 5 e 6, o fórum vai realizar panfletagens para chamar para o ato.

Panfletagens:
04/04 – a partir das 10h – Hospital Souza Aguiar
04/04 – 13 às 17h – Santa Cruz (em frente ao INSS)
04/04 – a partir das 17h – Central do Brasil
05/04 – manhã e tarde – Cinelândia
05/04 – 13 às 17h – Campo Grande (Calçadão)
06/04 – 13 às 17h – Bangu (próximo à escada rolante)
06/04 – a partir das 17h – Praça 15/Barcas

*Com informações do Fórum de Saúde do Rio de Janeiro