Estudantes da Faculdade Santo André em estado de greve contra fechamento de turmas

Número de alunos por turma pode chegar a 110Nesta quarta, 23 de fevereiro, a Reitoria do Centro Universitário Fundação Santo André, no ABC paulista, anunciou o fechamento de 12 salas. A decisão foi anunciada após uma reunião de quatro horas do Conselho Universitário, na qual os estudantes foram impedidos de participar.

Diante da posição autoritária da Reitoria, os alunos decidiram em assembléia que a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Santo André se coloca em estado de greve até que a Reitoria do Centro Universitário rediscuta sua posição.

A Reitoria alegou que a decisão “foi tomada em emergência por falta de espaço físico“. No final de 2004, o valor da mensalidade foi reajustado em 9,5%, e, na ocasião, uma das justificativas foi de que o aumento serviria para, entre outros motivos, aumentar o espaço físico do Centro Universitário e ampliar alguns cursos, em especial o de Geografia.

Foram fechadas três salas no curso de Geografia e no de Matemática. O cursos de Ciências Sociais, Pedagogia e Letras perderam duas salas cada. Isso contribui para aprofundar o que já era realidade na Fundação Santo André: o sucateamento do ensino superior. As salas de aula, que têm capacidade para 70 alunos, geralmente abrigam mais de 90 estudantes, particularmente no período noturno. O fechamento destas 12 salas e a transferência de seus alunos para o período noturno ou a fusão de salas criará uma absurda realidade: salas com até 110 estudantes.

Assembléia – Nesta quinta, 24, às 7h30 e às 19h, serão realizadas assembléias para organizar a luta contra as medidas da reitoria.