Espaço Unidade de Ação se reúne nesta quinta, 30, em São Paulo


Contra o PPE e o ajuste fiscal! Em apoio às greves e mobilizações

Visando ampliar a luta unificada rumo a novas mobilizações dos trabalhadores, o Espaço de Unidade de Ação, composto por diversas entidades e movimentos de esquerda, convoca todos os lutadores para participar da reunião, que será realizada na próxima quinta, 30, às 17h, no Sindicato dos Metroviários de São Paulo.

Este encontro tem como objetivo construir um plano de ação dentro deste cenário econômico mergulhado em crise, ingerência e polarização política, combinada com a unidade entre o Governo Federal e a oposição burguesa de direita.

São muitas as razões e motivações mais recentes para a organização da classe trabalhadora, tendo em vista um Congresso Nacional que retrocede com leis conservadoras e perigosas para a garantia de direitos fundamentais.

Como exemplo, no dia 6 de julho, a presidente Dilma editou medida provisória (MP 680) que permite aos patrões a redução da jornada de trabalho e dos salários dos trabalhadores, o chamado PPE – Programa de Proteção ao Emprego.

Desde o ano de 2014 seguimos alertando e esclarecendo que o PPE é um plano de proteção às empresas e não ao trabalhador (ao emprego). O trabalhador, além de perder parte do salário, perderá também parte da contribuição para a Previdência Social (INSS) e Fundo de Garantia (FGTS). Além disso, o plano não garante estabilidade de verdade no emprego.

A reunião também deve servir como espaço de apoio às greves e mobilizações em curso e de organização da luta e resistência ao ajuste fiscal aplicado pelas três esferas de governo (federal, estaduais e municipais). Estamos propondo debater esses e outros temas de interesse dos trabalhadores.

Esses três eixos iniciais (PPE, ajuste fiscal e solidariedade às greves e mobilizações) nortearão uma campanha comum entre as nossas organizações, no sentido de construir um campo que expresse politicamente uma alternativa às duas frentes que tem polarizado o cenário político: a frente governista, com o PT à cabeça e a oposição burguesa de direita, com o PSDB à frente, sendo que ambas não representam os interesses dos trabalhadores.

Vale ressaltar que estão convidados a participar todos os que desejam ampliar esta empreitada, e que as opiniões discutidas em nossa Central, evidentemente, não são condicionantes para a nossa unidade na luta que, entendemos, deve se orientar por eixos concretos de defesa dos interesses dos trabalhadores.

– Contra o PPE (Plano de Proteção ao Emprego) – Nenhum direito a menos!

– Abaixo o ajuste fiscal dos governos Dilma, governadores e prefeitos e as investidas do Congresso nacional contra os trabalhadores e o povo!

-Todo apoio às greves e mobilizações. Unificar as lutas e construir a greve geral!

SERVIÇO
Data:
30 de julho
Horário: a partir das 17h
Local: Sindicato dos Metroviários/SP – Rua Serra de Japi, 31 – Tatuapé, São Paulo–SP