Encontro para “construir a unidade” divide-se em três

Esquerda da CUT reúne-se no dia 21 de agosto e sai mais desunidaUm desastre político. Esta frase resume o que aconteceu no encontro convocado originalmente pelo “Fortalecer a CUT” para discutir a luta contra a reforma Sindical e para defender a unidade da CUT. Alguns dias antes do encontro, o P-SOL se incorporou à convocação do Encontro, inclusive com a assinatura do dirigente nacional da CUT, Agnaldo Fernandes, na convocatória.

No encontro, as diferenças existentes entre os diversos setores levaram a um impasse. A ASS decidiu retirar-se e realizar um encontro próprio junto com a Articulação de Esquerda Sindical e com o Movimento de Unidade Socialista (MUS). O P-SOL também acabou se retirando e realizando encontro próprio, com direito a empurra-empurra entre seus militantes e os de O Trabalho. O Trabalho, por sua vez, realizou o seu encontro.

Tudo isso só confirma mais uma vez que o caminho para a esquerda conseqüente que atua no movimento sindical é a unidade dentro da Conlutas para construir uma alternativa para as lutas dos trabalhadores, rompendo de vez com a CUT.

Post author Da redação
Publication Date