Encontro em Porto Alegre convoca o dia 16

Cerca de 200 pessoas participaram do Encontro Estadual Sindical do Rio Grande do Sul, no dia 15 de maio, contra as reformas Sindical e Trabalhista do governo.
O encontro contou com a participação de 50 entidades, entre elas, professores, comerciários, radialistas, funcionários públicos federais, municipários de Cachoeirinha e Santana do Livramento, funcionários públicos estaduais, bancários de Passo de Fundo e Porto Alegre, rodoviários e taxistas de Pelotas e o Conselho Negro de Bagé.

O dirigente do Movimento de Esquerda Socialista (MES) e da Esquerda Socialista e Democrática (ESD), Roberto Robaina, recebeu críticas do plenário ao dizer que o encontro era pequeno para se credenciar enquanto alternativa de luta. Durante o intervalo, uma parte da delegação de Pelotas cobrou o porquê da presença da corrente de Robaina, se tentava desautorizar o evento, quando o objetivo dos presentes era construir uma alternativa de luta a CUT governista.

RESOLUÇÕES

  • Apoiar as greves em curso;
  • Preparar o dia 16;
  • Implementar a campanha contra a Alca;
  • Criação da Coordenação Estadual de Lutas, com a participação de 17 entidades.

    Post author
    Publication Date