Em Goiânia, ocupação da FIEG e paralisação de operários

Em Goiânia, a manifestação do dia 14 de agosto se iniciou com concentração nas escadarias da catedral Metropolitana às 9h e contou com quase 2 mil trabalhadores da cidade e do campo. Uma passeata percorreu as ruas do centro da cidade e terminou com um ato político em frente ao Palácio da Indústria, prédio da FIEG (Federação da Indústria do Estado de Goiás). Ainda no final do ato o prédio da FIEG foi ocupado pelos trabalhadores do MST, Terra Livre (filiado à Conlutas) e outros movimentos do campo.

A Conlutas teve presença marcante na manifestação do Dia Nacional de Luta, com trabalhadores de camisetas e máscaras hospitalares, em referência à gripe suína. Foi um bloco grande e animado, com um bumbo e palavras de ordem contra a crise e pelo Fora Sarney.!

Halex Istar para por um dia!
Depois da paralisação dos trabalhadores da MVC no dia 13, os mais de mil operários da empresa farmaceutica Halex Istar, organizados pelo Sindqf-GO e pela Conlutas, paralisaram suas atividades por um dia inteiro. Foi uma resposta ao endurecimento dos patrões, que não querem aceitar o fim do banco de horas nas mesas de negociação da campanha salarial. Centenas de operários estiveram presentes na manifestação, com muita energia e animação e fortalecendo a unidade dos trabalhadores da cidade e do campo.