Companheiro Gildo, Presente!

``ArquivoNeste domingo, quando militantes do PSTU em todo o país estarão nas ruas em campanha, estará completando dois anos do assassinato do companheiro Gildo da Silva Rocha pela polícia de Roriz, governador do Distrito Federal.
Gildo foi assassinado na madrugada do dia 06 de outubro de 2000, após participar de um piquete da greve dos servidores da limpeza pública do Distrito Federal. Militante do PSTU, Gildo atuava como dirigente sindical de sua categoria desde 1993.

A polícia de Roriz inventou uma série de calúnias para justificar o assassinato: tentou vender a versão de que houve uma troca de tiros com o sindicalista e afirmou que este estaria portando drogas. A mentira foi desmascarada em menos de 24 horas, pelos depoimentos de dois trabalhadores que estavam com Gildo naquela noite. Mais tarde, os exames residuográficos e toxicológicos deram negativos e enterraram a versão dos policiais.

Nestas eleições em que o governador Roriz tenta se reeleger e ataca os movimentos sociais e até mesmo a imprensa de Brasília, o PSTU presta a sua homenagem e exige a apuração e punição dos responsáveis pelo assassinato de Gildo.

Veja as imagens do protesto durante o enterro de Gildo: