Como evolui a taxa de lucros?

O capitalismo é um só e é mau
Reprodução

Para acompanhar os ciclos do capitalismo, é fundamental acompanhar a evolução da taxa de lucros das grandes empresas imperialistas. Em particular da indústria dos EUA, centro da economia mundial.

Fazendo um rápido resumo, durante o boom econômico do pós-guerra, essa taxa girou entre 15% a 20%. A crise do final dos anos 1960, que marcou o fim deste período, derrubou a taxa para 8% e 9%.

O imperialismo teve, então, uma recuperação importante com a globalização e a restauração do capitalismo no Leste Europeu. Elevou a taxa de lucros para 10%, nos anos 1980, e 13%, no final dos anos 1990, sem chegar, porém, aos níveis do pós-guerra.

Durante a crise de 2000-2001, a taxa caiu para 6%. No período de expansão dos últimos anos, ela aumentou novamente para 12%. A crise atual se manifestou com clareza nos últimos quatro meses de 2007 quando, segundo o The Wall Street Journal, a taxa de lucros caiu 8,4%. Foi isso que determinou o início da crise e não a evolução do mercado financeiro.

Post author
Publication Date