Campinas: Multinacional alemã de autopeças ataca cipeiros

Bosch processa cipeiros por denunciarem em boletim irregularidades cometidas pela multinacionalA Bosch, multinacional alemã e a maior autopeças na América Latina, localizada na cidade de Campinas (SP), está fazendo mais um ataque à organização por local de trabalho. Para impor seu projeto de reestruturação produtiva e aumentar a produção e os lucros, mais uma vez a empresa, além de promover demissões e rebaixamento do piso salarial,está fazendo um ataque direto à CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), pretendendo quebrar a resistência e a organização dos trabalhadores.

A empresa está processando 7 trabalhadores, 3 cipeiros (Lulinha, Sueli e Giba) e 4 ex-cipeiros (Raildo, Severino, Freitas e Reis), exigindo uma indenização de R$ 100 mil. A Bosch alega que o boletim publicado por este grupo de cipeiros, chamado “Cipeiros de Luta” continha inverdades sobre a fábrica, mas a realidade é que o boletim denunciava todas as irregularidades e inseguranças cometidas pela Bosch.

A ação da Bosch tem como objetivo a intimidação, calar a boca daqueles que sempre defenderam os trabalhadores e com isso facilitar o seu projeto de reestruturação produtiva. Não é a primeira vez que a empresa ataca os cipeiros que tem compromisso com os trabalhadores. Em 2010 foi um festival de advertências e suspensões para vários cipeiros, e os dias que foram descontados foram pagos pelos próprios trabalhadores, através de uma grande campanha de arrecadação na pista feita pelos cipeiros e pelo sindicato.

Ferrmante de luta dos trabalhadores
O jornal ‘Cipeiros de Luta´ é uma ferramenta de luta dos trabalhadores. É dos representantes da Cipa que não tem o rabo preso com a empresa. O mesmo é bancado pelo chão de fábrica, com a contribuição financeira da base e tem por objetivo organizar os trabalhadores nas lutas gerais da categoria, orientar em relação aos seus direitos e principalmente em relação à prevenção de acidentes e doenças ocupacionais.

O jornal é um veículo de denúncia da política perversa da empresa, que rebaixa piso salarial, faz demissões em massa, não cumpre as normas de segurança e é totalmentenegligente com a saúde dos trabalhadores. O jornal também serve para informar aos trabalhadores tudo o que foi encaminhado pelo grupo de cipeiros, uma vez que a Bosch não coloca as atas de cipa na íntegra nos quadros de avisos. Todas as matérias são discutidas nas reuniões da cipa, constam em ata ou tem ficha de recomendação. Por isso o grupo de cipeiros continuará publicando os seus boletins e não vai se calar diante de mais esta tentativa de intimidação da Bosch!

Solidariedade aos perseguidos
É importante neste momento a solidariedade e o apoio de todos os trabalhadores aos companheiros que estão sendo processados, além dos 5.000 trabalhadores da Bosch. É importante que os demais metalúrgicos e metalúrgicas da categoria se solidarizem, pois é uma luta de todos contra a exploração e as arbitrariedades cometidas por todas as empresas.Por isso também é importante o apoio do sindicato, pois, apesar do grupo de cipeiros ser independente, é o sindicato o instrumento da categoria contra os patrões, que não só na Bosch, mas em várias empresas da região tem atentado contra a organização dos trabalhadores. Somente a unidade de todos contra a Bosch pode garantir a vitória dos cipeiros e dos trabalhadores!