Caminhada e ato vão lançar Frente de Esquerda no Rio

Neste dia 6 de julho, primeiro dia oficial de campanha, serão realizadas no Rio de Janeiro duas importantes atividades da Frente de Esquerda. A primeira será uma caminhada ao meio- dia pela avenida Rio Branco, no centro da cidade. Participará da caminhada a candidata a presidente da República, Heloísa Helena. A concentração para a caminhada será às 10h na Candelária e contará com massiva participação dos militantes do PSTU e seus candidatos.

Logo mais à noite, o PSTU realizará um ato de lançamento das candidaturas do partido, na Universidade Candido Mendes, no centro do Rio. O evento também contará com a presença de Heloísa Helena.

Comprometidos com a luta do povo
Concorrendo ao Senado pela frente, será lançada a companheira Dayse Oliveira, professora da rede pública estadual, diretora licenciada do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ) e militante histórica do movimento negro.

Em 2002, Dayse foi candidata pelo PSTU a vice-presidente da República na chapa com Zé Maria e concorreu em 2004 pelo partido à Prefeitura de São Gonçalo. No dia 7 de julho, será realizado na sede do PSTU/RJ um debate com Dayse e representantes do movimento negro sobre a ocupação militar no Haiti.

No ato também será lançada a candidatura de Cyro Garcia a deputado federal. Militante histórico, Cyro é bancário do Banco do Brasil e esteve à frente das principais mobilizações no estado. Foi presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de 1988 a 1991. Quando foi deputado federal, apresentou projeto de lei contra a privatização da Light, apoiado na luta dos eletricitários. Cyro rompeu com a CUT e hoje se dedica à construção da Conlutas.

Para concorrer à Assembléia Legislativa, foram lançados os nomes de Otacílio Ramalho, diretor do Sindicato dos Bancários do Rio e membro do Conselho Deliberativo da PREVHAB; Mariana Caetano, professora da rede pública e dirigente do Sepe; Renato Gomes, um dos principais dirigentes do Sindicato dos Comerciários de Nova Iguaçu; Ronaldo de Moraes, ex-diretor do Sindicato dos Bancários do Rio, sempre na luta contra a privatização do BB; e Luiz Salarini, professor da rede pública estadual e diretor do Sepe e ex-candidato pelo PSTU à Prefeitura de Nova Friburgo em 2004.

Post author
Publication Date