Auxiliando a dominação imperialista

O Brasil é muito importante para a dominação imperialista na América Latina. Além de ser submetido aos interesses dos governos dos EUA e da Europa, o Brasil cumpre um papel de “submetrópole”.

Ocupação vergonhosa
O governo Lula mantém cerca de 1.200 soldados ocupando o Haiti, o mais pobre país das Américas. O exército brasileiro lidera soldados de outras nacionalidades na chamada Missão de Estabilização da ONU no Haiti (Minustah). Suas ações reprimem a população haitiana e provocam a morte de centenas de civis. Um documento elaborado por grupos de direitos humanos entregue à Comissão Interamericana dos Direitos Humanos afirma que há “um padrão sistemático de assassinatos e massacres em Porto Príncipe [capital haitiana], perpetrado pela Polícia Nacional do Haiti e pela Minustah, que opera sob controle brasileiro”. Quer dizer, os soldados brasileiros fazem o trabalho sujo orientado pelo governo Bush no país caribenho.

Pela América Latina afora, as empresas brasileiras também agem como verdadeiras multinacionais, oprimindo e explorando os países menores da região. É o caso, por exemplo, da Petrobras na Bolívia. A petroleira é responsável por 15% do PIB boliviano, e fatura lucros exorbitantes explorando as riquezas naturais do país vizinho.

Não há como o Brasil ser soberano seguindo todas as ordens de Bush, como faz Lula. Não há como conquistar uma verdadeira soberania oprimindo outro país menor, repetindo o que o imperialismo norte-americano faz conosco.
Post author
Publication Date