Aumenta vantagem de Carlaile em Betim

Aumenta a vantagem de Carlaile Pedrosa (PSDB) sobre Maria do Carmo Lara (PT) para a Prefeitura de Betim, na Grande Belo Horizonte, conforme levantamento divulgado nessa quarta-feira pelo Instituto CP2. A pesquisa espontânea realizada entre os últimos dias 17 e 19 com 2.433 eleitores aponta que 40,2% dos entrevistados votariam no atual prefeito, que é candidato à reeleição, e 28,9%, na deputada federal petista. A vantagem é de 11,3 pontos percentuais para o tucano. Na pesquisa anterior, feita em junho, Carlaile tinha 32,1% das intençães de votos contra 26,3% da deputada federal, uma diferença de 5,8 pontos percentuais. Ainda de acordo com a pesquisa espontânea, em que o entrevistado cita o nome que quiser para prefeito, a porcentagem de pessoas que ainda não sabem em quem vão votar ou não responderam à entrevista é de 21,3%.

Ao todo, foram citados 30 nomes, apesar de haver apenas três candidaturas registradas na cidade: Carlaile Pedrosa (PSDB) e o vice Pinduca (PP), Maria do Carmo Lara (PT) e Pastor Edvan (PRTB), além de Dorinha (PSTU) e Amos (PSTU). Na pesquisa estimulada, em que são expostos os nomes dos candidatos ao entrevistado, a chapa do atual prefeito aparece com 49,9% das intenções de votos, enquanto a coligação da deputada federal tem 37,6%. O PSTU é o escolhido de 2,4% dos eleitores. O restante dos entrevistados (10,1%) não respondeu, não sabe, não votará em ninguém ou votará nulo ou em branco. Para Carlaile Pedrosa, “o resultado da pesquisa mostra que a população está de acordo com o trabalho que está sendo desenvolvido pela sua atual administração“. “É gratificante para qualquer político saber que está no caminho certo e que conta com a aprovação de sua gente.

Entretanto, a pesquisa não significa que o jogo está ganho. Existe muito trabalho pela frente e as eleições só se definem no dia 3 de outubro.“ A deputada Maria do Carmo Lara disse nessa quarta-feira que ainda não havia tomado conhecimento da pesquisa e que não iria comentá-la. Já a candidata do PSTU, Dorinha, disse que ficou muito feliz com o resultado. “Para mim, ter 2,4% dos votos sem que o PSTU tenha feito qualquer tipo de propaganda, colocado outdoor e espalhado cartazes, como já fizeram os outros candidatos, é sinal de que a população está atenta ao que acontece em Betim“, declarou. Dorinha acredita que “a alternativa de esquerda hoje não é mais o PT, e sim o PSTU“.

Publicado no jornal O Tempo, em 28/07/2004