Ato exige readmissão de sindicalistas demitidos pela Johnson & Johnson

Após greve, três diretores do Sindicato dos Químicos de São José dos Campos (SP) foram demitidos pela empresa. Leia abaixo a carta do sindicato
“Aos Sindicatos, organizações populares e democráticas da classe trabalhadora.

Nos dias 30 e 31 de outubro, os trabalhadores da Johnson & Johnson cruzaram os braços por 24 horas. A vitoriosa greve de advertência, que teve a participação de 100% do setor produtivo e administrativo, fez os patrões recuarem na FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, que retirou a proposta de banco de horas, aplicou aumento real e manteve as cláusulas sociais da categoria.

Essa poderosa mobilização deu um maior impulso à campanha salarial. Entretanto, a Johnson, temendo o avanço da luta e a perspectiva dos trabalhadores derrotarem seu projeto de redução salarial aplicado por meio de um plano de cargos e salários que reduziu em cerca de 40% o piso salarial da produção, demitiu três diretores do Sindicato Cabral, Eder e Sebastião e aplicou punição disciplinar e suspensões a mais 8 diretores. Tal atitude revela o desespero e a arbitrariedade desta multinacional.

Foi um brutal ataque a organização sindical e ao direito de greve e faz parte da política do governo Lula de criminalizar a luta dos trabalhadores por meio de prisões, demissões, multas milionárias aos sindicatos e concessão de interditos proibitórios. O sindicato e a greve são instrumentos de luta e defesa, portanto, uma necessidade dos companheiros que vivem do suor de seu trabalho. São direitos previstos na legislação brasileira e em tratados internacionais e nenhuma multinacional, por mais poder e influência que tenha, conseguirá, sem resistência dos trabalhadores, ignorar e desrespeitar estes direitos.

Fazemos um chamado às organizações democráticas da classe trabalhadora que repudiem esta atitude da Johnson, exigindo o imediato retorno dos dirigentes sindicais: Wellington Luiz Cabral, Eder José da Costa e Sebastião Rubens de Morais a seus postos de trabalho, enviando fax e e-mails, conforme modelo abaixo à Empresa Johnson e cópia ao Sindicato. Estaremos realizando um ato nacional pela readmissão dos companheiros no dia 06/11/2008 às 13h20, na portaria da empresa.

Até a vitória, companheiros!”

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e farmacêuticas de São José dos Campos e Região