Aprender com Salvador

Nacionalizar a luta contra o aumento das passagens e pelo Passe-Livre

`Militantes
Quando escrevíamos este artigo o ritmo das mobilizações já era inferior. Isto se deve a que apesar da combatividade, o movimento não conseguiu gerar uma direção com força suficiente para impor uma derrota à frente que se formou entre a Prefeitura e a direção majoritária do movimento estudantil na cidade. Esta frente passou a defender o fim dos bloqueios, método de luta que se demonstrou determinante.

Acreditamos que os secundaristas de Salvador são parte de um processo nacional de luta não só pelo transporte público, gratuito e de qualidade, mas também contra os ataques contra a juventude que resultam em índices recordes de miséria e falta de perspectivas.

Estão ocorrendo mobilizações em todo o país contra os aumentos nas tarifas, pelo meio-passe e pelo passe-livre. Sigamos o exemplo de luta de Salvador em todo país. Organizemos comitês pelo passe-livre, passeatas, coleta de assinaturas, de abaixo-assinados e toda e qualquer forma de mobilização e organização.

Também como aprendizado das lutas da juventude baiana, não podemos confiar esta tarefa às direções majoritárias da UBES e da UNE. Construamos fóruns de organização próprios, democráticos e para a luta, que sejam oposição às direções burocráticas e traidoras do movimento estudantil. Tomemos as ruas por direito à educação, emprego e pelo passe-livre!

Se você quiser organizar a Campanha do passe-livre em sua cidade, entre em contato:
PSTU (11) 5575-6093 [email protected] ou [email protected]
Post author
Publication Date