Apoio internacional aos protestos no Brasil

Protesto realizdo em Barcelona, Espanha

Espanha, Portugal, EUA e Inglaterra tiveram protestos

Barcelona

A praça Catalunha, um dos mais importantes pontos turísticos de Barcelona, se cobriu de verde-amarelo nesta terça-feira durante uma concentração convocada através das redes sociais em solidariedade às manifestações contra o preço do transporte e em repúdio à repressão. Os cerca de 300 manifestantes cantavam “da Copa, eu abro mão, quero dinheiro para saúde e educação”, entre outras palavras-de ordem. Segundo Catarina Santos, uma das organizadores do ato e integrante do movimento Democracia Sem Fronteira, o que motivou o grupo a realizar a atividade foi a brutal repressão policial às manifestações contra os altos preços do transporte público no Brasil. “Estão ferindo os direitos humanos”, enfatizou a jovem. Durante  o ato foi lido um manifesto que será entregue ao cônsul do Brasil em Barcelona e foram realizadas diversas manifestações culturais.

Londres

Pelo menos 1.100 pessoas participavam da manifestação em uma praça ao lado do parlamento, em Londres, na tarde desta terça-feira, como forma de apoiar os protestos iniciados semana passada em São Paulo e em outras capitais brasileiras.

Entre os cartazes de protesto havia uma grande faixa escrita em inglês: "I'm Brazilian and I'm not keep calm!!" (sou brasileiro e não vou manter a calma), um trocadilho com uma frase que é referencia entre os britânicos.

Portugal

Lisboa, Porto e Coimbra foram marcadas manifestações de apoio aos protestos que têm ocorrido no Brasil. Em Lisboa, no Largo Camões, centenas de pessoas acorreram a uma convocatória do facebook. Cantaram, dançaram, sambaram – algumas tendo vindo de fora da capital, para protestar contra a destruição de serviços públicos. Um dos entrevistados vê agora no Brasil o mesmo erro que foi cometido em Portugal: milhões gastos em estádios, ao mesmo tempo em que hospitais e escolas são deixados ao abandono. Presente ao protesto esteve ao lado Movimento Alternativa Socialista (MAS), da Liga Internacional dos Trabalhadores.

EUA

Centenas de brasileiros se reuniram no início da noite de ontem, segunda, 17, na Union Square, uma praça movimentada de Manhattan, em Nova York, em um ato de apoio às manifestações no Brasil. Um ato semelhante foi realizado marcado na cidade de Chicago.