Abaixo-assinado exige arquivamento dos processos

A prisão de 13 manifestantes no Rio de Janeiro durante a visita de Barack Obama foi uma arbitrariedade típica das que se via na época da ditadura. Nenhum dos 13 companheiros esteve envolvido no episódio do coquetel molotov. Não houve flagrante e sim uma armação da polícia para satisfazer Obama a mando do governo, o que tornou claro o caráter político da prisão.

Na verdade, as prisões revelam o crescente processo de criminalização dos movimentos sociais. Permitir que os ativistas sejam processados abre um grave precedente que pode significar a volta de práticas violentas e antidemocráticas.

Por isso, um abaixo-assinado está sendo apresentado em várias assembleias, sindicatos e entidades dos movimentos sociais exigindo o imediato arquivamento do processo. A receptividade ao documento é grande. Em uma assembleia do Sindicato dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro (SEPE-RJ), aproximadamente 300 pessoas assinaram o abaixo-assinado. Muitos fizeram fila para assinar o documento, que também tem percorrido os piquetes dos operários grevistas da construção civil em Fortaleza.
A iniciativa partiu das entidades da sociedade civil e dos demais signatários que estiveram reunidos no ato contra a prisão dos 13 ativistas realizado na Faculdade Nacional de Direito da UFRJ, em 31 de março. Assine você também.

Post author da redação
Publication Date