90 anos de Tony Tornado: a força da música black no Brasil

Tony Tornado completou 90 anos no dia 26 de maio. Pioneiro da black music brasileira no alvorecer dos anos 1970, o artista trouxe os passos e o suingue de James Brown ao país.

O menino de rua que ganhava a vida vendendo amendoim e engraxando sapatos foi aos Estados Unidos nos anos 1960, conheceu Tim Maia, que também estava por lá, e entrou em contato com a poderosa música negra de um país que fervilhava com a luta por direitos civis.

De volta ao Brasil, resolveu ser cantor. O sucesso veio com a sexta edição do Festival Internacional da Canção (FIC) em 1970. Tony Tornado ganhou a premiação de forma memorável. A vitória veio com a vigorosa interpretação da música BR-3 (de Antonio Adolfo e Tibério Gaspar), composição influenciada pelo funk e pelo soul de James Brown, cantada por Tornado ao lado do vocal do Trio Ternura. Esse grande momento da história da nossa música pode ser apreciado hoje no YouTube.

Em seguida, Tornado gravou dois álbuns solo, ambos intitulados Toni Tornado, lançados em 1971 e 1972. Os dois discos são imperdíveis e trazem o que havia de melhor em termos musicais da época. O primeiro tem arranjos orquestrais de Paulo Moura e Waltel Branco. O segundo foi orquestrado com arranjos do pianista Dom Salvador. Se você ainda não conhece esses músicos, corre para escutar os discos de Tornado.

O cantor deu vazão à emergente black music brasileira gravando canções de artistas como Hyldon, Tony Bizaarro, entre outros. Isso abriu a cena para outros artistas como Cassiano e Sandra de Sá com seus olhos coloridos. Mais tarde, Tornado gravaria alguns singles, com sua carreira musical perdendo impulso comercial. Nos anos 1980, Tornado participou como ator de novelas e minisséries da Rede Globo.

A pouca repercussão comercial do álbum Toni Tornado de 1972 fez com que a carreira fonográfica do artista perdesse impulso. Tornado gravou singles em meados dos anos 1970, mas foi na década seguinte que reconquistou o Brasil, já então como ator.

Em 2016, participou de um clipe da canção “Mandamentos Black”, de Gerson King Combo, numa campanha de marketing da Netflix para divulgar a série The Get Down, sobre o surgimento do hip hop na década de 1970. No vídeo, também estão nomes como DJ Hum, Rael, Karol Conka, Back Spin Crew, MC Jack, Thaíde, entre outros, cujo talento mostra o vigor da música black feita no Brasil. As músicas desses artistas, assim como as de Tony Tornado, ainda agitam os melhores bailes do país.