12 mil vão às ruas em São Paulo contra o aumento das passagens do transporte


A juventude da cidade de São Paulo está protagonizando uma grande luta contra o abusivo aumento do metrô, ônibus e dos trens da CPTM, imposto há 1 semana pelo governo do Estado (PSDB) e pela prefeitura da cidade (PT). Soma-se ao abusivo aumento a péssima qualidade no transporte da cidade, cujo principal problema é a superlotação.

Nesse dia 11 tivemos mais uma demonstração de força com um ato que fez um trajeto por vias importantíssimas do centro da cidade, contando com a participação de mais de 12 mil pessoas.

Infelizmente, quando o movimento se aproximou do terminal de Ônibus Parque Dom Pedro, a polícia começou a reprimir violentamente a manifestação até então pacífica, tentando dividir o ato. Reafirmando a força de nossa manifestação, o ato se manteve forte e unificado até que a Tropa de Choque foi acionada e todo o ato foi disperso de forma extremamente violenta na Praça da Sé.

Posteriormente, uma parte bem menor do ato se dirigiu até a Av. Paulista, uma das avenidas mais importantes da cidade e, quando a manifestação já se preparava para acabar, mais uma violenta repressão da polícia atingiu os jovens presentes. Cerca de 20 estudantes foram levados presos e a polícia pede agora 20 mil reais de fiança para cada um deles.

A ANEL repudia toda e qualquer forma de agressão ao movimento e exigimos a libertação de todos os ativistas detidos!

Repudiamos também a postura truculenta de Alckmin e a postura conivente da prefeita atual, Nádia Campeão, do PCdoB.

 O prefeito Fernando Haddad do PT está viajando durante essa semana, defendendo a candidatura do Brasil para sediar um evento internacional de grande porte, aproveitando a visibilidade que o país está conseguindo com a Copa do Mundo da Fifa.

Apesar do número expressivo de participantes, representando o descontentamento e a indignação da maioria da população, a prefeita atual autorizou toda a repressão contra todos os manifestantes e não tomou nenhuma medida para revogar esse aumento.

Quinta-feira, 13, é dia de luta nacional contra o aumento da passagens!

A juventude brasileira está parando o país nas últimas semanas. A ANEL está ao lado de todas essas lutas e estamos impulsionando com força total o dia de luta nacional contra o aumento das passagens e o lançamento da campanha " Contra o aumento das passagens! Passe livre já, Brasil! na quinta-feira dia 13/06!

Quinta-feira iremos organizar atos em diversas capitais do país. Acompanhe aqui o calendário!

E veeemm! Vem pra rua, vem! Contra o aumento, você também!

Amanhã vai ser maior!

LEIA MAIS
SP: Não ao aumento da passagem e a truculência policial contra a população