Reforma trabalhista é aprovada na última comissão do Senado. Greve Geral para parar esses bandidos!

4803
Líder do governo Romero Jucá, o Caju da lista da Odebrecht. Foto Agência Brasil

A reforma trabalhista foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado na noite desta quarta-feira, 28. Essa é a última comissão em que o projeto que altera mais de 100 pontos da CLT deve passar antes de ir para a votação em plenário. O governo Temer quer aprovar regime de urgência para votar a reforma na semana que vem.

A comissão foi presidida por ninguém menos que Romero Jucá (PMDB-RR), o “Caju” da lista da Odebrecht, que carrega nas costas nada menos que oito inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF). O parecer favorável ao desmonte das leis trabalhistas foi aprovado por 19 votos contra 9 e 1 abstenção.

Neste dia 30, sexta-feira, vamos dar o troco!
Essa votação no Senado ocorre na mesma semana em que Temer foi denunciado por corrupção no STF. É uma tentativa desesperada do governo mostrar normalidade e, principalmente, sinalizar aos banqueiros e empresários que, mesmo corrupto, denunciado e desmoralizado, é ainda capaz de impor as reformas contra os trabalhadores. Abre ainda o caminho para o início da aprovação da reforma da Previdência no Congresso Nacional.

Neste dia 30 de junho, sexta-feira, vamos parar o Brasil contra a reforma trabalhista, da Previdência e as terceirizações. Não vamos deixar que esse governo corrupto e esse Congresso Nacional formado por bandidos destruam direitos históricos da classe trabalhadora. Vamos fazer uma forte Greve Geral para derrubar as reformas e o governo Temer!

LEIA MAIS
Trabalhadores vão parar nesta sexta-feira (30)! Confira adesão à Greve Geral