PSTU diz não à xenofobia e ao racismo

1786
Protesto xenófobo realizado na Av Paulista

Ante as manifestações racistas e xenofóbicas contra árabes e muçulmanos que ganharam vulto a partir da prisão arbitrária de dois palestinos no último dia 2, o PSTU expressa solidariedade incondicional a essa comunidade. Seguimos em apoio irrestrito aos palestinos do Al Janiah e na luta contra toda forma de racismo, discriminação e opressão.

Na criminalização pelo simples fato de existirem e buscarem uma vida digna, ameaças e demonstrações de ódio contra imigrantes e refugiados seguem nas redes sociais, impunemente. O PSTU denuncia a omissão do Estado brasileiro diante de crimes de ódio, perseguição e ameaças.

Cobramos uma ação política e jurídica efetiva contra a xenofobia, islamofobia e racismo, sobretudo no momento em que cresce o número de refugiados em busca de trabalho e vida também no Brasil, diante da crise mundial do capitalismo. O mundo é cúmplice da situação que obriga o deslocamento para outros países, historicamente, e o Brasil não é exceção – o caso palestino é simbólico, mas não o único. O Brasil e o mundo têm obrigação de acolher os refugiados e garantir-lhes trabalho, proteção e dignidade.

Estamos incondicionalmente ao lado dos palestinos e árabes, contra a colonização, tirania e apartheid, pelo direito de retorno aos seus lugares de origem.

Não vamos nos calar diante de mais essa demonstração de racismo no Brasil ante refugiados e imigrantes. Pelo contrário, chamamos que transformem a indignação em luta.

Não à xenofobia, racismo, discriminação e islamofobia!

Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado