O que a juventude revolucionária pode aprender com a revolução russa?

Venha ao encontro por um movimento de juventude revolucionário, socialista e trotskista! Dia 1º de outubro em São Paulo!

A juventude trabalhadora e estudantil precisa de uma organização para lutar contra o capitalismo. Sabemos que sem lutar nada vai mudar nesse país. A juventude e os trabalhadores vêm lutando bastante nos últimos tempos. Foram inúmeras ocupações, passeatas, manifestações, apoio as greves dos trabalhadores, etc. Mas a pergunta que devemos nos fazer é: qual nossa estratégia? Qual a saída para o país? Como deve ser a organização da juventude?

Neste ano, estamos comemorando o centenário da revolução russa. Esta revolução foi a mais importante da história porque, pela primeira vez, os trabalhadores se levantaram, tomaram o poder e tiraram as propriedades privada dos ricos e poderosos. Assim implementaram medidas que beneficiaram os trabalhadores e não uma minoria de ricos como vemos em qualquer país capitalista no mundo. Diante de toda a situação do brasil hoje, fica cada vez mais nítido que é preciso uma verdadeira revolução socialista por aqui.

Sabemos bem as desgraças da exploração e opressão do capitalismo. Estamos vendo os escândalos de corrupção, a piora da educação, o ataque do governo Temer aos nossos direitos com a aprovação da reforma trabalhista e a possibilidade de reforma da Previdência. Sentimos na pele as péssimas condições de vida sem acesso a emprego decente ou a falta de educação pública de qualidade, muito menos acesso à cultura e lazer. Sem contar a violência que torna a juventude negra o alvo dessa política de segurança pública assassina e genocida. Assim como as mulheres sofrem com a violência machista e o assédio cotidiano. E a juventude LGBT tem seu direito de amar quem quiser atacado pela LGBTfobia, lembremos que estamos num país que mais mata LGBT’s no mundo.

Ainda temos que aturar esse sistema político que ninguém se vê representado. Estamos fartos de corruptos e políticos burgueses. Isto que chamam de democracia, é na verdade a democracia apenas para os ricos.

Nossas lutas devem se unificar para barrar os ataques de Temer, temos que lutar para que tenham novas greve gerais, devemos exigir nossos direitos, nos aliar com os trabalhadores em geral, etc. Tudo isso está correto. Mas enquanto não acabarmos com essa sociedade capitalista nossa vida nunca vai melhorar de fato. Para dar esse sentido estratégico a nossa luta é preciso nos organizarmos.

Se organizar direitinho a gente acaba com o capitalismo!
Por isso, estamos convidando todos os jovens trabalhadores e estudantes para vir debater com a gente as lições que a revolução russa coloca para a juventude brasileira no sentido de avançarmos sobre a necessidade de construirmos um forte movimento de juventude revolucionário, socialista e trotskista.

Organizações de juventude no Brasil existem um monte. Mas não é qualquer organização que nos serve. A organização tem que estar sintonizada com um programa revolucionário e socialista. Muitas são as organizações de juventude que traem as lutas, que se dizem de esquerda mas apoiam este ou aquele governo burguês. São muitas as organizações reformistas ou burocráticas que nada tem de socialistas e revolucionarias como o PT e PCdoB e o PSOL. É bom lembrarmos que a revolução russa foi traída e destruída pelos burocratas stalinistas. Então, não nos propomos a nos organizar para qualquer coisa ou de qualquer jeito. Queremos nos organizar para fazer uma revolução, inspirados nos ensinamentos da revolução russa, contra a burguesia, os reformistas e burocratas!

Venha ao encontro por um movimento de juventude revolucionário, socialista e trotskista! Dia 1º de outubro em São Paulo!

Assinam

Rafael Olímpio – Estudante da Escola Estadual Ana Júlia (ocupada pelos estudantes em 2016) – Revide – Natal/RN

Rafaela Dias – Reviravolta Paraná

Rodrigo Sousa – Revide Brasilândia/SP

Gabriel Luiz – Revide Belo Horizonte/MG