O Partido Bolchevique e a Terceira Internacional

70

A Revolução Russa foi a única na história dirigida por um partido revolucionário: o Partido Bolchevique.A existência deste partido foi o elemento central para a vitória da revolução e a constituição de um Estado operário baseado na democracia dos Conselhos.

O Partido Bolchevique foi parte da ala esquerda da 2° Internacional Socialista que se opôs à traição dos partidos socialdemocratas que abandonaram os trabalhadores e apoiaram a burguesia do seu próprio país na Primeira Guerra Mundial.

Os bolcheviques denunciaram essa traição e, junto com setores de esquerda dos partidos socialdemocratas, mantiveram uma posição internacionalista e contra a guerra. Lênin foi além e defendeu que os revolucionários deveriam lutar para transformar a guerra imperialista em guerra civil, isto é, em revolução. Esta posição foi colocada em prática na Rússia.

Uma exceção na história
Mas o Partido Bolchevique foi um caso único, produto de circunstâncias especiais. Foi um partido que teve que se desenvolver no contexto da Rússia dos czares, um regime ditatorial,em que os períodos de legalidade foram curtos e marcados pela repressão. Não havia espaço para uma política reformista. A necessidade urgente dos trabalhadores e dos camponeses era fazer uma revolução que derrubasse esse regime.

Por isso, o Partido Bolchevique se construiu como um partido operário, de combate, altamente centralizado, cuja coluna vertebral era formada por revolucionários profissionais.

O desenvolvimento capitalista na Rússia gerou uma classe operária pequena, mas concentrada em grandes fábricas modernas e quepossuía uma vanguarda ligada à tradição socialista e marxista do operariado europeu.Os operários russos tinham uma tradição de lutas revolucionáriase havia sido protagonista da Revolução Russa de 1905. O Partido Bolchevique, portanto,era o único partido da 2° Internacional que havia vivido uma revolução.

O combate ao oportunismo
Além disso, os bolcheviques tinham uma existência própria, desde 1903, como uma ala do partido socialdemocrata e, desde 1912, como um partido revolucionário separado da ala oportunista. Em seu texto “A bancarrota da 2° Internacional”, Lênin explica que:“Na Rússia, a separação completa dos elementos proletários socialdemocratas dos elementos oportunistas pequeno-burgueses foi preparada por toda a história do movimento operário”.

Os bolcheviques lutaram por mais de 20 anos contra diferentes correntes oportunistas: a “economicista”, que defendia que o proletariado se limitasse às reivindicações econômicas; os mencheviques, que queriam que o proletariado se subordinasse à burguesia liberal; e os “liquidacionistas”, que lutavam contra o partido.

Essa combinação de elementos levou os bolcheviques a construírem um partido para fazer a revolução e tomar o poder.Assim, estavam preparados para os acontecimentos revolucionários de 1917.

3° Internacional
O partido mundial da revolução socialista

A conquista mais importante da Revolução Russa de Outubro foi a fundação da 3° Internacional Comunista. Foi a primeira tentativa de formar uma direção revolucionária mundial, isto é, uma organização centralizada de partidos revolucionários para desenvolver a revolução socialista e tomar o poder em todos os países do mundo.

Com a traição dos partidos da 2° Internacional, Lênin passou a defender a formação da3° Internacional. Depois da Revolução Russa essa necessidade cresceu: uma poderosa onda revolucionária varreu os países da Europa, como Alemanha, Hungria e Itália.

O Partido Bolchevique, coerente com seu objetivo de utilizar a Revolução Russa para impulsionar a revolução internacional, funda a 3° Internacional em janeiro de 1919.

Em seu primeiro congresso se aprova um manifesto aos proletários do mundo que declarava: “Nossa tarefa consiste em generalizar a experiência revolucionária da classe operária, em livrar o movimento das mesclas impuras de oportunismo e de social-patriotismo, de unir as forças de todos os partidos verdadeiramente revolucionários do proletariado e de facilitar e conquistar a vitória da revolução comunista em todo o mundo”.

A organização adotou o nome de Internacional Comunista ou Partido Mundial da Revolução Socialista e decidiu que todos os partidos filiados a ela deveriam chamar-se Partidos Comunistas.

A3° Internacional teve um rápido crescimento, mas foi afetada pela derrota da revolução europeia e pelo surgimento do stalinismo na URSS, que burocratizou, sufocou e terminou por dissolver a 3º Internacional.

Mas seus princípios, definições estratégicas e táticas ficaram gravadas para sempre nas Resoluções dos seus quatro primeiros Congressos. Constituem bases programáticas válidas para a nossa épocae são lições importantíssimas para todos os revolucionários.

LEIA TAMBÉM