Natal: Os ricos e poderosos não vão intimidar Amanda Gurgel

50

Os ricos e poderosos de Natal resolveram lançar uma campanha de calúnias contra a vereadora Amanda Gurgel do PSTU. Em Natal, quem se presta a fazer esse papel lamentável é o vereador Julio Protásio (PSB-RN). 

Com muita cara de pau, esse vereador disse que Amanda foi “uma professora que nunca deu aula na vida”. Trata-se de uma mentira tosca, que pode ser desmontada facilmente por qualquer professor, aluno ou pai de aluno que conhece Amanda. Na verdade, isso é uma agressão à educação. Essa calúnia tem por objetivo esconder o fato de que os governos, incluindo a prefeitura, desprezam a educação, cortam a merenda das crianças, fecham escolas e creches, provocam o adoecimento generalizada dos professores.

Outra calúnia pra lá de tosca feita por esse político é que a Amanda Gurgel “pratica Caixa dois”. Todas as contas de campanha da Amanda Gurgel e do PSTU de Natal foram aprovadas pelo TRE. Todas as contas do gabinete de Amanda na Câmara são apresentadas mensalmente na controladoria da Câmara e foram aprovadas. Diferente de Julio Protásio, que praticou corrupção ativa e passiva, vendeu seu voto na Câmara para favorecer as grandes construtoras de Natal na votação do Plano Diretor de Natal em 2007. Por isso, está inelegível e foi condenado, em segunda instância, na “Operação Impacto” com a perda do mandato e três anos e oito meses de prisão.

Outra mentira ridícula é de que Amanda “vive com salário de R$ 17 mil”. OPSTU tem como princípio que seus parlamentares vivam com um salário médio de uma professora ou de um operário qualificado. Depois de eleita, vive com mesmo salário que vivia antes como professora. O problema é que os vereadores morrem de medo de Amanda porque ela defende um projeto que obrigaria todos eles a ganharem um salário de professor, sem as mordomias que recebem hoje.

Os ricos e poderosos de Natal pensam que vão nos intimidar com suas calúnias e ameaças. A vereadora do PSTU vai entrar com uma queixa-crime na Justiça e na Comissão de Ética da Câmara contra Julio Protásio.

O mandato de Amanda Gurgel vai seguir fazendo o trabalho que foi determinado pelos 32 mil eleitores que votaram nela. As mentiras dos ricos e poderosos só mostram que Amanda está do lado certo, do lado da classe trabalhadora e vai denunciar todas as falcatruas que ocorrem na cidade.