General Motors demite diretor sindical arbitrariamente

868

O dirigente sindical Célio Dias da Silva, membro da diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, filiado à CSP-Conlutas, foi demitido de forma arbitrária e injustificada pela direção da General Motors, na noite desta quarta-feira (30 de agosto).

A demissão de Celião, como é mais conhecido, se deu após a realização de duas assembleias que tiveram como pauta a Campanha Salarial da categoria e as mobilizações propostas pelo movimento Brasil Metalúrgico, que une trabalhadores de todo o país no combate aos efeitos da reforma trabalhista e da lei da terceirização irrestrita.

A medida autoritária tomada pela direção da General Motors representa um grave atentado à liberdade de organização sindical e, por isso, será denunciada nacional e internacionalmente.

Contra a postura antissindical da montadora, é preciso uma mobilização unitária dos trabalhadores e de todas as suas entidades representativas para defendermos a liberdade de organização sindical e os direitos históricos que hoje são violentamente ameaçados por empresários e governo. Vamos à luta!

Pela imediata reintegração do companheiro Celião!

Com conteúdo do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos