Centrais precisam manter e garantir a Greve Geral!

6005

 Editorial do Opinião Socialista nº 537

Enquanto fechávamos esta edição do Opinião Socialista, as centrais sindicais, sem a presença da CSP-Conlutas, retiravam a Greve Geral do dia 30 do cartaz que chamava o Dia Nacional de Luta do próximo dia 20, pensado inicialmente como um “esquenta” da greve.

Material das centrais: cadê a Greve Geral dia 30?

No dia 21 há uma reunião das centrais que deveria avaliar o dia 20 e reafirmar a Greve Geral no dia 30. Mas, de fato, o que esse material que mandaram imprimir indica é que as principais centrais, antes mesmo dessa reunião, podem estar recuando da Greve Geral para chamar em seu lugar apenas uma “jornada de lutas de 20 a 30 de junho”.

Qualquer um que tenha ido à base de alguma categoria e discutido com os trabalhadores sabe que há disposição de parar o Brasil de novo. Mais ainda nas fábricas.

Desmarcar a Greve Geral seria uma atitude grave, ainda mais quando Temer e o Congresso estão tentando aprovar a reforma Trabalhista neste mês.

Temer ganhou sobrevida no TSE à custa de jogar também o Judiciário na vala comum da crise e aumentar a indignação geral entre o povo.

Há a necessidade e a possibilidade de colocar abaixo as reformas, Temer e esse Congresso. Mas o caminho para isso é a Greve Geral. Abdicar de fazê-la é ser cúmplice da entrega de direitos e da manutenção de Temer e desse Congresso que a imensa maioria da população quer botar para fora.

Tudo isso é ainda mais preocupante quando sabemos pela imprensa que há negociações do governo com a cúpula de algumas centrais para manter o imposto sindical. Por outro lado, há a Frente Ampla que se contenta em fazer Atos Shows por diretas, mais preocupada com as eleições de 2018 do que em mobilizar para valer a classe operária, os trabalhadores e o povo pobre.

Vamos exigir a manutenção e construção da Greve Geral do dia 30. Exija assembleia no seu sindicato, organize os comitês de luta, vamos construir o “esquenta” do dia 20 e exigir das centrais que mantenham e construam a Greve Geral.

Em breve, a edição 537 do Opinião Socialista já estará nas ruas!