Jean Magno – 16116

Jean Magno Moura de Sá tem 47 anos; natural de São Luís; pai de dois filhos com sua companheira Ana, que conheceu ainda na universidade, há quase 25 anos. 

É servidor público federal, graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA e Mestre em Educação pela Universidade de Brasília – UnB; foi técnico-administrativo entre o período de 1994 a 2009 da antiga Escola Agrotécnica Federal de São Luís, atual IFMA, campus Maracanã, localizado na zona rural de São Luís, onde atualmente é professor de Sociologia e Conflitos Socioambientais.

Começou sua militância política no movimento estudantil na UFMA, ainda na década de 1990. Foi representante estudantil junto ao Departamento de Informática e coordenador, por duas gestões, do Centro Acadêmico de Ciência da Computação. Em 1996, comecei a cursar Ciências Sociais, onde também fiz parte da diretoria do Centro Acadêmico “Florestan Fernandes”. Fui Coordenador do Diretório Central dos Estudantes e representante estudantil junto à Comissão Permanente do Vestibular (COPEVE). 

Ao ingressar como técnico administrativo no serviço público federal na antiga Escola Agrotécnica, em 1994, iniciou sua militância no movimento sindical, sendo eleito delegado de base do órgão e posteriormente integrado à diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Federais (SINDSEP-MA). Em 2005, junto a outros/as companheiros/as ajudou a fundar a seção sindical do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica e Profissional no Maranhão, o SINASEFE EAFSL, atualmente Seção São Luís Maracanã, onde ainda é filiado e já ocupou diversos cargos, de coordenador geral a conselheiro fiscal. 

O SINASEFE foi um dos primeiros sindicatos a construir a Coordenação Nacional de Lutas que posteriormente transformou-se em Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas), da qual faz parte da Secretaria Executiva Estadual no Maranhão. Atualmente, também participa do “Movimento de Defesa da Ilha”, que reúne diversos militantes da causa ambiental na ilha de São Luís, sobretudo na defesa da zona rural.

Apesar de já conhecer o PSTU há bastante tempo, particularmente desde a época do movimento estudantil na UFMA, e de ter participado de várias lutas lado a lado com seus militantes, entrei no partido somente em 2014. Durante esse tempo de experiência no partido chegou a integrar a direção da regional São Luís e disputou a eleição de 2016 na condição de candidato a vice-prefeito na chapa majoritária da camarada Cláudia Durans. 

“Não querem que discutamos a realidade desigual, opressora e injusta do nosso país. Querem jogar a sujeira para baixo do tapete para que tudo fique como está. Não temos ilusão com a falsa democracia burguesa e nem com o capitalismo e as possibilidades de reforma das suas contradições. Nesse sentido, participamos das eleições para denunciar que esse sistema só beneficia os ricos e para reafirmar que nossa classe e o povo pobre sempre conquistaram suas mais importantes vitórias na base da luta. Por essas e outras questões pensamos que é importante São Luís ter na câmara municipal um vereador revolucionário e socialista que poderá potencializar e ajudar na organização das lutas dos de baixo contra os de cima.” Afirma Jean.