Adriano Mesnerovicz & Ricardo Lautert

Adriano Mesnerovicz
Data de nascimento: 16/02/1983 (37 anos)
Natural de Joinville
Residência: Guanabara
Formação: Licenciatura em História
Profissão: Atualmente Professor, desde 2012
Trabalhou de garçom durante 15 anos em Joinville

Militância
Movimento Estudantil: 1999 no EEB Celso Ramos, tendo participado do acampamento em defesa da educação contra o Governo Estadual durante a greve da categoria.
Ativista dos Movimentos Sociais, em especial nas pautas ligadas às causas LGBTs, tendo realizado o lançamento do livro Homossexualidade, da Opressão à Libertação, onde estiveram presentes dezenas de ativistas, em 2016.

Participou do Ocupa Brasília, em 2017, onde as centrais sindicais, em especial a CSP-CONLUTAS protagonizaram um dos maiores atos contra a retirada de direitos da classe trabalhadora.

Foi delegado eleito para os Congressos Nacionais da Central Sindical e Popular CONLUTAS (2015, 2017 e 2019).

Ajudou a construir o Movimento Mulheres em Luta (MML – filiado à CSP-CONLUTAS).
Dirigente Sindical da categoria da Educação Estadual (SINTE regional de Joinville), desde 2019, tendo participado da greve da categoria em 2015 (72 dias), bem como em todos os atos contra as perdas de direitos. Militante do PSTU desde 2015.

Programa
A cidade de Joinville vem sendo administrada, há 8 anos, por um empresário, que foi a aposta da sociedade para a resolução de problemas locais de longa data. Após esses 8 anos, vemos que o saneamento básico (falta água nos bairros mais periféricos, atingindo as populações mais precarizadas), o amparo das comunidades LGBTs, a infraestrutura urbana, a educação pública, bem como a precarização dos prédios das escolas, os salários defasados dos servidores públicos, a universalização da Educação Infantil (com déficit de 5000 vagas – que atinge diretamente as mulheres trabalhadoras), a precarização da saúde, a conivência com a ‘máfia do busão’, dentre outras pautas objetivas estão negligenciadas por esse Gestor.

O Brasil e o mundo vivem um cenário conjuntural em meio à pandemia do novo Coronavírus (COVID-19). A classe trabalhadora é a mais atingida, dado que são os trabalhadores que estão a pleno vapor nas indústrias, no comércio e no campo. Em meio a esse caos sanitário, político e social, liderado pelo poder executivo nacional, estadual e municipal (Bolsonaro, Moisés e Udo).

Apresentamos para a cidade de Joinville, uma saída Socialista:
1 – QUARENTENA SOCIAL E GERAL
a) Limitar os serviços essenciais;
b) Paralisar a indústria e serviços que não sejam essenciais, garantindo estabilidade no emprego, salário e renda a todos trabalhadores pelo tempo que durar a quarentena;
c) Expropriação das indústrias essenciais sob controle operário para assegurar produção voltada ao enfrentamento da pandemia;
d) Plano de Contingenciamento no transporte público.
2 – PROIBIÇÃO DE DEMISSÕES, EMPREGO E RENDA PARA AUTÔNOMOS, INFORMAIS, DESEMPREGADOS E PEQUENOS PROPRIETÁRIOS.
3 – TESTAGEM EM MASSA E DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE ÁLCOOL GEL E MÁSCARAS, E PROTEÇÃO ADEQUADA AOS TRABALHADORES DA SAÚDE
4 – ÁGUA, LUZ, COLETA DE LIXO NAS PERIFERIAS E KITS GRATUITOS DE ALIMENTAÇÃO E HIGIENE
5 – PARA FICAR EM CASA, TEM DE TER CASA. PLANO DE MORADIA E ISENÇÃO DO ALUGUEL
a) Regularização das áreas de ocupação urbana;
b) Expropriação de prédios e casas abandonados para fins habitacionais.
6 – INCORPORAÇÃO DA REDE PRIVADA AO SUS E AUMENTO DOS LEITOS
7 – CONTRA A REPRESSÃO E A CRIMINALIZAÇÃO DA POBREZA E DO POVO NEGRO
8 – TRANSFERIR RECURSOS DE QUEM TEM MUITO PARA SALVAR A VIDA DE QUEM NÃO TEM QUASE NADA
9 – AUTO-ORGANIZAÇÃO DA CLASSE TRABALHADORA PARA LUTAR PELA VIDA, ATRAVÉS DOS CONSELHOS POPULARES E OPERÁRIOS
10 – CONSTRUIR O SOCIALISMO CONTRA A BARBÁRIE CAPITALISTA
11 – IMPOSTO FORTEMENTE PROGRESSIVO, TAXAÇÃO DE GRANDES FORTUNAS E LUCROS
12 – EM DEFESA INCONDICIONAL DAS PAUTAS LGBTs, MULHERES, NEGROS E NEGRAS, INDÍGENAS E IMIGRANTES
a) Direito à educação e política de permanência na escola;
b) Garantia do emprego
c) Políticas de saúde pública que atenda às pessoas Trans;
d) Combate à violência física e psicológica;
e) Contra a xenofobia e assistência social a todos os imigrantes, nenhum ser humano é ilegal
f) Combate à violência contra a mulher – abaixo ao feminicídio
FORA BOLSONARO E MOURÃO!

Ricardo Lautert é natural de Francisco Beltrão PR. Mora em Joinville há 9 anos. Atua na base do SINTE/SC há 15 anos. Foi candidato a vereador em 2016 e a senador em 2018, também pelo PSTU.

slotbar -

süperbetin

-
betgaranti
- escort mersin - www.mersindugun.com - Eskisehir escort sitesi