‘Ô Berzoini, presta atenção, essa reforma é privatização´

Na noite desta terça-feira, dia 3, mais de 600 trabalhadores, boa parte composta por servidores, adentraram em coluna ao plenário onde aconteceria a abertura do 8º congresso da CUT, gritando: “Ô Berzoini, presta atenção, essa reforma é privatização” e “Um, dois, três, quatro, cinco mil, ou pára essa reforma ou paramos o Brasil”.

Faixas de inúmeras entidades exigiam a retirada da PEC 40, ou protestavam contra a privatização da Previdência. Na frente da passeata uma faixa do ANDES-SN, seguida de outra do Sindsprev/Rs e da CNESF.

Parte da bancada da Articulação Sindical, que já se encontrava instalada no plenário, vaiou os manifestantes. Porém, os gritos dos servidores abafaram as vaias e ganharam essa primeira parada.

Porém, as vaias da Articulação já indicavam o que seria a polarização deste congresso e, particularmente, a verdadeira provocação aos servidores e à toda à esquerda que a Articulação preparou para a abertura.

Minutos antes de iniciar a solenidade, começou a circular pelo plenário que quem representaria o governo Lula na abertura seria o ministro Ricardo Berzoini.