Todo apoio à greve dos operários da Construção Civil de Fortaleza!

1029
Foto Voz do Peão

Começou nesta quinta-feira a greve dos trabalhadores da Construção Civil de Fortaleza. Existe muita disposição na base da categoria para barrar os ataques e lutar por conquistas. As principais reivindicações são ganho real, reajuste na cesta básica e o vale combustível.

No início da campanha salarial, os patrões apresentaram uma pauta alternativa, que na verdade se tratava de uma antecipação da reforma trabalhista. Atacava, por exemplo, a estabilidade de cipeiros e de operárias gestantes.

Por sua vez, os operários percebem muito bem que os patrões da Construção Civil estão juntos com Temer e o Congresso Nacional corrupto para retirar direitos da classe trabalhadora. Deste modo, a luta local adquiriu um forte conteúdo político de enfrentamento às reformas da Previdência e trabalhista.

A categoria participou de todas as mobilizações nacionais e da greve geral e o ânimo de resistência e luta é exemplar, os trabalhadores compreendem muito bem a necessidade de derrubar o governo Temer e essa corja de bandidos do Congresso nas ruas.

A campanha salarial emperrou devido à truculência dos empresários. O índice de reajuste apresentado é de 4,5%, que não cobre nem a inflação do período. Já em relação ao vale, os trabalhadores querem substituir o atual vale-transporte pelo vale combustível e assegurar definitivamente esse direito, tendo em vista que muitas empresas querem cortar o vale-transporte do trabalhador que possui transporte próprio. A categoria está muito disposta e vai travar uma grande batalha contra esses ataques.

PSTU é solidário aos trabalhadores
O PSTU, como de costume, estará na linha de frente junto aos operários e operárias. Em defesa da categoria, na luta por nenhum direito a menos, atuando para derrotar os patrões e o governo Temer. Até a vitória! Só a luta muda a vida!