Sobre Dilma, “golpistas” e Governo de União Nacional

    44

    O argumento que o PT tem usado em sua luta contra o impeachment da presidenta Dilma tem na denuncia de um “golpe da direita” um de seus fundamentos mais importantes. Como nem o PT tem coragem de falar em golpe militar, os golpistas, de acordo com o PT, são os políticos da oposição que querem aprovar o impeachment, ou seja, o PSDB, PMDB e outros.

    Só que nesta quarta-feira, 14 de abril, em conversa com jornalistas em Brasilia, a presidenta Dilma afirmou que, caso vença a batalha do impeachment e impeça sua derrubada na Câmara ou no Senado, seu primeiro ato será propor um governo de união nacional, “inclusive com a oposição”.

    Seria engraçado, se não fosse trágico. O que se vê aqui é que a presidenta, que está acusando seus opositores de golpistas, diz que vai convidar os “golpistas” para um governo de união nacional caso consiga se livrar do impeachment.

    Acho que isso deveria levar à reflexão aquelas pessoas que, com a melhor das intenções, está levando a sério essa campanha do PT. A presidenta Dilma, como se vê, não leva essa lorota a sério, não…

    O PSTU segue reafirmando que, para mudar nosso país, de verdade, precisa começar colocando para Fora Todos eles! O governo do PT e os “golpistas” também.

     

    Acompanhe o Zé Maria no Facebook

     

     

     

     

    Post author