SJC: Atraso na Embraer antecipa ações do Dia Nacional de Paralisações

57
Herbert Claros, vice-presidente do Sindicato, durante a paralisação

Assembleia reuniu cerca de três mil trabalhadores. No dia 30, várias categorias realizarão ações na região

Cerca de três mil metalúrgicos da Embraer, em São José dos Campos, atrasaram a entrada na fábrica nesta quinta-feira, dia 29, antecipando as ações do Dia Nacional de Paralisações. Em assembleia, que durou cerca de 40 minutos, os trabalhadores reivindicaram redução da jornada de trabalho, aumento real de salário e outros direitos.

A medida pegou de surpresa a Embraer, tradicionalmente conhecida pela postura antissindical e de repressão aos trabalhadores. A decisão de antecipar o Dia Nacional de Paralisações, marcado para sexta-feira, dia 30, foi tomada pelo Sindicato para garantir maior participação dos trabalhadores neste momento de luta.

Nas outras fábricas da categoria, as mobilizações de amanhã estarão mantidas. Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá devem cruzar os braços para lutar por mudanças na política econômica do governo Dilma.

Ontem, dia 28, sindicatos que compõem o Fórum de Lutas realizaram uma reunião para definir as atividades e estratégias do dia 30. Participaram dirigentes de vários sindicatos da região, como metalúrgicos, trabalhadores dos Correios, petroleiros,  químicos, alimentação, vidreiros, servidores de Jacareí, oposição da Apeoesp, aposentados, Pinheirinho, estudantes da Anel (Assembleia Nacional dos Estudantes Livre), entre outros. “Será um grande dia de luta em São José e região”, afirma Herbert Claros, vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, filiado à CSP-Conlutas.