Salvador realiza formação marxista

689

No último sábado, 19, em meio à Semana da Consciência Negra, o PSTU de Salvador realizou o seu primeiro módulo de formação das Jornadas de Outubro. As jornadas são um conjunto de cursos em que estudamos algumas das principais experiências históricas da luta da classe trabalhadora para mudar o mundo.

O curso foi realizado em centro social, localizada no bairro da Liberdade, o bairro mais negro do Brasil, onde reunimos 21 pessoas entre militantes do partido, estudantes das ocupações de universidades e do Instituto Federal, trabalhadores do Judiciário e da construção civil.

O conteúdo deste módulo foi sobre o Manifesto do Partido Comunista e a experiência histórica da Comuna de Paris, quando os trabalhadores tomaram o poder pela primeira vez no mundo. Além da leitura de textos clássicos e discussões em grupos, não ficou de fora do debate o tema de mulheres, assim como o papel das ideologias da opressão, tais como o racismo e a lgbtfobia.

“Eu gostei muito do texto sobre mulheres. (…) Mas eu preferia que tivéssemos mais dias para aprofundar, pois é muita coisa”, avaliou uma das trabalhadoras presente.

“Eu me admirei com o PSTU, percebo que a lógica do partido é diferente dos outros. (…) O mais legal de tudo é perceber a importância que é dada para a revolução, ou seja, para o futuro”, expressou um dos estudantes presente, que faz parte do movimento das ocupações.

É justamente com esse olhar no futuro que o PSTU está realizando essa jornada de formação. E vai ter mais! No próximo sábado, vamos fazer o segundo módulo com o tema sobre Estado e Revolução e a experiência histórica dos bolcheviques na Revolução Russa. Estão todos convidados!
Por Otávio Aranha, Salvador (BA)